Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Cafôfo recandidata-se à Câmara do Funchal com a promessa de "continuar a cumprir"

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O candidato da coligação Confiança à Câmara Municipal do Funchal e atual presidente da autarquia, Paulo Cafôfo, afirmou hoje, no Funchal, que pretende "continuar a cumprir" o que promete, porque as pessoas "já não aceitam falsas intenções".

Paulo Cafôfo falava na apresentação da lista completa dos candidatos da coligação Confiança, formada pelo PS, BE, JPP, PDR e "Nós, Cidadãos, que corre às eleições autárquicas de 01 de outubro, uma iniciativa que decorreu no Largo do Município e contou com a presença do secretário-geral do PS, António Costa.

"Esta é a nossa matriz: o que prometemos, cumprimos", afirmou Paulo Cafôfo, realçando que nos últimos quatro anos o seu executivo camarário, que substituiu o PSD ao cabo de três décadas de liderança, "fez história" no concelho, porque "colocou as pessoas no centro da ação política".

O candidato destacou, por outro lado, que a Câmara Municipal tem agora a dívida mais baixa em 15 anos, sendo que foram pagos mais de metade dos cerca de 100 milhões de euros herdados das anteriores vereações.

"Recuperámos autonomia e recuperámos dignidade, credibilizámos o Funchal e recuperámos o lugar que lhe era devido", disse Paulo Cafôfo, sublinhando que o IMI baixou para a taxa mínima de 0,3% e foi ainda introduzido o IMI familiar, que beneficia mais de 8.000 famílias. Fizemos ainda mais e devolvemos a comparticipação de IRS do município às famílias, pelo que em 2017 o Funchal vai tornar-se a quinta cidade do país que mais devolve IRS", assegurou, revelando que já foram devolvidos mais de 10 milhões de euros.

Paulo Cafôfo disse também que pretende agora apostar em três áreas: a reabilitação urbana do centro histórico, a reabilitação dos bairros sociais e a melhoria das acessibilidades nas zonas altas do concelho.

O professor Paulo Alexandre Nascimento Cafofo, de 46 anos de idade, foi eleito nas autárquicas de 29 de setembro de 2013 pela coligação Mudança (PS,BE,PND,MPT, PTP e PAN) e, desta vez, recandidata-se pela Coligação "Confiança".

Natural da freguesia de Santa Luzia, no Funchal, e licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Paulo Cafofo, nas autárquicas de 2013, destronou, após 38 anos de poder, o PSD da CMF, tornando-se, assim, no 11º presidente da principal autarquia da Região Autónoma da Madeira e o 1º neste concelho oriundo da oposição.

Paulo Cafofo foi vice-coordenador do SPM (Sindicato dos Professores da Madeira) entre 2009 e 2011 e Secretário-Nacional e Conselheiro-Nacional da FENPROF e pertenceu aos órgãos sociais da ARCHAIS (Associação de Arqueologia e Defesa do Património da Madeira), nomeadamente enquanto membro da Direção e Presidente do Conselho Fiscal.

O responsável pela principal derrota política de Alberto João Jardim ao ganhar a CMF por 39,22% contra os 32,43% do PSD, Paulo Cafofo foi ainda vice-presidente e coordenador da área de Política do Laboratório de Ideias da Madeira.

Para a sua equipa, Paulo Cafofo reconduz Miguel Gouveia, Idalina Perestrelo e Madalena Nunes e chama às lides autárquicas Bruno Martins (arquiteto); João Pedro Vieira (médico); Sandra Marisa Machado (jurista); Thiery Proença (professor universitário); Rita Mendonça (enfermeira no Hospital dos Marmeleiros); António Trindade (ligado à Associação Arca da Ajuda) e Luísa Paolinelli (professora universitária).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon