Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidata da CDU do Porto promete ajudar Deficientes das Forças Armadas

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/09/2017 Administrator

A candidata da CDU à Câmara do Porto, Ilda Figueiredo, prometeu hoje à Associação dos Deficientes das Forças Armadas tudo fazer para acelerar o processo de remodelação e ampliação daquela organização que entrou na autarquia em março de 2016.

"O que lhe posso dizer é que a CDU tudo fará para ajudar no acelerar deste processo e também na procura de um diálogo que procura ir resolvendo todas as dificuldades que existam ou que possam vir a surgir na concretização do vosso projeto. Esse compromisso fica aqui muito claro em nome da CDU", prometeu esta tarde Ilda Figueiredo, após ter tido conhecimento que a Associação dos Deficientes das Forças Armadas entregou em março de 2016 o projeto de ampliação e remodelação, e que passado mais de um ano é que obteve uma resposta camarária quanto ao projeto de arquitetura na generalidade.

Abel Fortuna, presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas, na delegação do Porto, conta que ainda falta a análise camarária da especialidade de um projeto que prevê a criação de duas estruturas -- Centro Associativo e Social do Porto (CASP) e o Centro de Apoio Integrado do Porto (CAIP), com valências de reabilitação e cidadania e apoio psicológico para, por exemplo, pessoas que sofram de défices cognitivos de envelhecimento e síndromes demenciais, um centro de dia para quadros dimensionais e um centro de atividades ocupacionais.

"Vamos ver quanto tempo demora esta via-sacra", desabafa Abel Fortuna, referindo que o projeto que refere ser de "inclusão social" visa combater o "estigma da deficiência mental e será "uma mais-valia para o Grande Porto".

A candidata da CDU reitera o lamento por a Câmara do Porto ter "demorado tanto tempo a apreciar" um projeto daquele tipo, tendo em conta que é uma organização "sem fins lucrativos", e é uma organização de "cidadãos empenhados" na melhoria das condições de vida, que foram "vítimas de problemas sociais e humanos e físicos e mentais complicados".

"A autarquia devia ter isso em conta e devia ter dado uma resposta mais célere", colmatou Ilda Figueiredo, sublinhando que, com a CDU, o "diálogo" e a "defesa do princípio da democracia participativa" são princípios fundamentais.

São candidatos à Câmara do Porto o independente Rui Moreira (atual presidente), apoiado pelo CDS-PP e MPT, o socialista Manuel Pizarro, Álvaro Almeida, pela coligação PSD/PPM, Ilda Figueiredo, da CDU, João Teixeira Lopes, do BE, Bebiana Cunha, do PAN, Costa Pereira, do PTP, Sandra Martins, do PNR, e Orlando Cruz, do PPV/CDC.

As eleições autárquicas realizam-se a 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon