Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidata do CDS-PP diz que é preciso clarificar situação financeira da Câmara de Setúbal

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/09/2017 Administrator

A cabeça de lista do CDS-PP nas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal, Ana Clara Birrento, apelou hoje a uma clarificação das contas da autarquia e prometeu trabalhar para melhorar os apoios sociais a famílias carenciadas do concelho. "Temos um orçamento [da câmara de Setúbal] aprovado que é, sistematicamente, sempre acima daquilo que é depois a execução orçamental. Percebemos que não há capacidade para se executar tudo o que se propõe. Preocupa-nos ...

A cabeça de lista do CDS-PP nas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal, Ana Clara Birrento, apelou hoje a uma clarificação das contas da autarquia e prometeu trabalhar para melhorar os apoios sociais a famílias carenciadas do concelho.

"Temos um orçamento [da câmara de Setúbal] aprovado que é, sistematicamente, sempre acima daquilo que é depois a execução orçamental. Percebemos que não há capacidade para se executar tudo o que se propõe. Preocupa-nos também a recusa do visto do tribunal de contas para um empréstimo de 15 milhões de euros, que está inscrito no orçamento", disse à agência Lusa Ana Clara Birrento, defendendo que é fundamental saber-se qual é a real situação financeira do município setubalense.

"Quando chegarmos ao dia 01 de outubro - esperamos que o CDS-PP esteja também a gerir, de alguma forma, os destinos da Câmara de Setúbal -, temos de perceber qual é a real situação financeira da Câmara de Setúbal", frisou a candidata do CDS-PP, durante uma ação de rua na zona do Montebelo, que decorreu de forma tranquila e em que foi saudada por alguns apoiantes.

Ana Clara Birrento reconhece que "nem tudo está mal em Setúbal", de maioria CDU, e que houve alguma melhoria nos últimos anos, do ponto de vista ambiental e da qualidade de vida das pessoas, mas defende também que é necessário dar mais atenção a muitas famílias carenciadas.

"Falta toda uma parte que é olhar para o bem-estar das pessoas, para a qualidade de vida das pessoas, na habitação, no emprego, de algum apoio social que ainda é necessário", disse, convicta de que, em parceria com Instituto de Reabilitação Urbana e o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, que tem muito património habitacional em Setúbal, "é possível encontrar novas respostas que permitam apoiar algumas famílias carenciadas que aguardam há anos por uma habitação social".

Ana Clara Birrento defendeu ainda a necessidade de um compromisso para a recuperação alimentar, em parceria com restaurantes e com o comércio, para continuar a apoiar as famílias que necessitam desse apoio, advertindo que o "novo programa do Fundo Europeu de Apoio a Carenciados vai resultar numa redução substancial do número de pessoas - de 6.000 para cerca de 1.000 pessoas - que estão dentro dos critérios".

Há quatro anos o CDS-PP concorreu à Câmara de Setúbal em coligação com o PSD (elegeram apenas um vereador), mas, desta vez, os dois partidos concorrem com listas autónomas.

Ana Clara Birrento terá como adversários a atua presidente do município, Maria das Dores Meira, Fernando Paulino (PS), Nuno Carvalho (PSD), Sandra Cunha (BE), Luís Teixeira (PAN), Fernando Firmino (PCTP/MRPP) e Sandra Isabel da Encarnação (PTP).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon