Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidata do PAN quer criar gabinete de apoio à vítima em Viseu

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/09/2017 Administrator

A candidata do PAN à presidência da Câmara de Viseu, Carolina Almeida, defendeu hoje a criação no município de um gabinete de apoio à vítima de qualquer manifestação de violência.

Em declarações à agência Lusa durante uma visita à feira semanal de Viseu, Carolina Almeida disse que o objetivo é o gabinete funcionar no âmbito de protocolos com organizações não governamentais.

Segundo a candidata do PAN (Pessoas-Animais-Pessoas), este seria "um gabinete não só para intervir em casos de emergência, mas também ao nível da prevenção".

Na sua opinião, os organismos que já existem a trabalhar nesta área fazem um trabalho "bem feito", mas "é possível fazer mais", porque ainda se encontram "bastantes dificuldades e necessidades neste campo".

Carolina Almeida aproveitou a feira semanal de hoje para falar da igualdade, dos direitos humanos e da não discriminação por este ser um espaço onde se encontra uma grande diversidade de situações a este nível.

Os mais velhos são também uma das grandes preocupações do PAN e, por isso, uma das suas propostas para Viseu é "dar apoio ao domicílio a pessoas idosas que vivam sozinhas em situação de carência".

"Queremos que haja uma equipa multidisciplinar de técnicos que ajude essas pessoas, que vá a sua casa para apoiar a vários níveis", frisou.

No entender da candidata, o trabalho feito atualmente pelas instituições não é suficiente, sendo possível "ir um bocadinho mais além".

Carolina Almeida avançou que esta equipa poderia, por exemplo, "pagar uma fatura de água, fazer uma pequena compra".

"O PAN defende que a pessoa idosa deve permanecer em sua casa mesmo em situação de dependência, porque isso é positivo para a sua dignidade. Portanto, queríamos criar um serviço que ajudasse a pessoa ao domicílio", acrescentou.

A criação de um guia municipal de igualdade de género e de "um banco de ajudas técnicas em que se disponibilizem vários materiais para pessoas com deficiência ou incapacidade temporária ou permanente" são outras medidas que defende.

"As pessoas que não tenham possibilidades económicas de comprar esses materiais poderiam dirigir-se a esse banco", explicou.

Na 'corrida' à presidência da Câmara de Viseu estão o atual presidente, Almeida Henriques (PSD), Lúcia Araújo Silva (PS), Paula Jacinta Amaral (CDS-PP), Filomena Pires (CDU), Fernando Figueiredo (BE) e Carolina Almeida (PAN).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon