Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato CDS-PP/MPT/PPM a Évora quer mais parcerias com universidade

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/09/2017 Administrator

O candidato da coligação CDS-PP/MPT/PPM à Câmara de Évora, Pedro d'Orey Manoel, prometeu hoje tornar a Universidade de Évora no "principal parceiro" do município para as questões económicas, de educação e urbanismo.

"O conhecimento está na universidade" e há da parte da academia "vontade de trabalhar com a câmara" para colocar "o conhecimento ao serviço das pessoas", afirmou à agência Lusa o cabeça de lista da coligação "Afirmar Évora", candidata ao município, de maioria CDU.

Pedro d'Orey Manoel falava no final de ações de campanha realizadas nas freguesias rurais de Nossa Senhora de Machede e São Miguel de Machede e antes de um debate sobre políticas para a juventude na Universidade de Évora (UÉvora), promovido pela associação académica.

"O trabalho com a universidade é muito importante", realçou o candidato, apontando que a academia alentejana deve ser "o principal parceiro" do município para questões relacionadas com o desenvolvimento económico, educação e urbanismo.

O cabeça de lista da coligação liderada pelo CDS-PP defendeu que, na área do urbanismo, a UÉvora, através do seu Laboratório HERCULES, pode ajudar o município a "fazer o diagnóstico do estado de conservação das casas do centro histórico", classificado pela UNESCO como Património Mundial.

"É importante fazer o diagnóstico para prever perigos de derrocada" como aconteceu recentemente, em que "ficou uma rua cortada" ao trânsito, referiu, alegando que, atualmente, "a câmara não tem qualquer tipo de diagnóstico" dos imóveis degradados.

Pedro d'Orey Manoel sugeriu também uma parceria da autarquia com a Universidade de Évora para um estudo sobre "a internacionalização da marca Évora" e para atrair novas empresas e fixar população.

No contacto com as populações do concelho, o candidato tem insistido que a sua candidatura é "a única alternativa de centro-direita em Évora" e apelado aos eleitores para irem votar no próximo domingo, considerando que "não faz sentido" uma abstenção superior a 50%, como nas últimas autárquicas.

Nestas eleições autárquicas de domingo, concorrem à Câmara de Évora, além de Pedro D'Orey Manoel (CDS-PP/MPT/PPM), o atual presidente do município, Carlos Pinto de Sá (CDU), Elsa Teigão (PS), António Costa da Silva (PSD), Maria Helena Figueiredo (BE) e André Sapage (PAN).

No atual mandato, o executivo municipal é composto por quatro eleitos da CDU, dois do PS e um da coligação PSD/CDS-PP.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon