Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato do BE defende creches públicas e acessíveis em Matosinhos

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/09/2017 Administrator

O candidato do BE à Câmara Municipal de Matosinhos, Ferreira dos Santos, defendeu hoje a criação de creches e jardins de infância "públicos, acessíveis e organizados" para diminuir a fatura das famílias. "Devem ser criadas creches e jardins de infância públicos, acessíveis e organizados por pessoas com preparação e formação porque, neste momento, um casal jovem paga mais caro para ter uma criança num jardim de infância do que paga mais tarde quando ...

O candidato do BE à Câmara Municipal de Matosinhos, Ferreira dos Santos, defendeu hoje a criação de creches e jardins de infância "públicos, acessíveis e organizados" para diminuir a fatura das famílias.

"Devem ser criadas creches e jardins de infância públicos, acessíveis e organizados por pessoas com preparação e formação porque, neste momento, um casal jovem paga mais caro para ter uma criança num jardim de infância do que paga mais tarde quando for para a universidade", disse durante uma ação de distribuição de propaganda pelas ruas.

Num país onde constantemente se fala de crise na natalidade, Ferreira dos Santos salientou que "não é assim" que se resolve este problema.

Já quanto aos idosos, o bloquista entende que devem ser construídas casas de abrigo públicas e a preços acessíveis para acolher aqueles que não têm familiares que possam tomar conta de si.

Aqueles que ainda têm condições para ficar em casa, mas não conseguem tomar conta de si, Ferreira dos Santos propõe a criação de um grupo de cuidadores, com formação, para lhes prestar cuidados.

"Não defendo, como alguns candidatos, cuidadores voluntários porque esses cuidadores devem ter alguma formação para tomar conta dos idosos, existem métodos próprios e que é preciso seguir", considerou.

Além disso, sublinhou, se os cuidadores fossem voluntários iriam ocupar postos de trabalho que devem ser pagos.

Ainda na área da ação social, o candidato do BE salientou ser necessário a câmara dar mais apoios às pessoas que vivem em situações precárias ou estão desempregadas, recordando que Matosinhos tem cerca de 10% de desempregados.

São candidatos à Câmara Municipal de Matosinhos, no distrito do Porto, Luísa Salgueiro (PS), Jorge Magalhães (PSD), José Pedro Rodrigues (CDU), Ferreira dos Santos (BE), Filipe Cayolla (PAN), Narciso Miranda (independente) e António Parada (independente com apoio do CDS-PP).

O executivo da Câmara de Matosinhos é composto por seis elementos do Grupo de Cidadãos Eleitores Guilherme Pinto por Matosinhos, dois do PS, um do PSD, um da CDU (com pelouro atribuído por Guilherme Pinto) e um independente.

As eleições autárquicas estão agendadas para 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon