Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato do PNR Paulo Martins defende hospital público para Sintra

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/08/2017 Administrator

O Partido Nacional Renovador (PNR) concorre à Câmara de Sintra com Paulo Martins, que defende a construção de uma unidade hospitalar pública no concelho, para acabar com "a vergonha" nas urgências do Hospital Fernando Fonseca.

"Sem dúvida alguma que Sintra precisa de um hospital público, não é de um hospital privado, porque a maior parte da população não tem dinheiro para ir a consultas no privado, isso é para quem tem seguros e planos de saúde, portanto tem de ser abrangida pelo Serviço Nacional de Saúde", afirmou Paulo Martins.

O escriturário, de 52 anos, cabeça de lista do PNR à câmara municipal, salientou que a construção de um hospital público em Sintra permitirá "retirar pessoas das urgências do Amadora-Sintra, onde se pode estar 10 a 11 horas para ser atendido".

"É uma vergonha, uma pessoa vai para lá doente e morre lá", frisou o candidato, alertando para as dificuldades de transporte das populações das freguesias rurais de Sintra que são forçadas a ter consultas na unidade que serve os dois concelhos.

Em relação ao acordo já assinado entre o município e o Governo para a construção de um Hospital de Proximidade de Sintra, na zona da Cavaleira, considerou tratar-se "de propaganda", porque será "uma extensão do Amadora-Sintra" e será precedido da construção de uma unidade privada do grupo CUF.

Além da candidatura à câmara municipal, o PNR vai concorrer com José Lucena Pinto para a assembleia municipal e ainda apresentar listas às freguesias de Algueirão-Mem Martins e de Rio de Mouro.

"Falando como cidadão, como homem do povo, até digo que as eleições autárquicas deviam ser anuais e não de quatro em quatro anos", apontou Paulo Martins, que não compreende por que motivo os autarcas "só fazem obras no último ano" do mandato.

O morador no Cacém, assumindo-se "como nacionalista", lamentou que "não se vejam melhorias no concelho ao nível policial, em questão de limpeza e nos transportes".

Apesar da recente experiência partidária e de não se considerar "um político", o membro do conselho nacional do PNR disse "não fazer promessas", mas comprometeu-se a tentar melhorar a vida dos sintrenses.

Uma nota no 'site' do PNR, em março, referia que Paulo Martins escolheu para mote da campanha "Sintra aos Sintrenses" e que, pretendendo duplicar a votação de 2013, defenderá "promover a segurança para todos", um novo hospital e "o apoio à terceira idade".

Nas eleições autárquicas de 01 de outubro recandidatam-se o presidente da autarquia, Basílio Horta (PS), e os vereadores Pedro Ventura (PCP/PEV) e Marco Almeida (PSD/CDS-PP/MPT/PPM), e concorrem ainda Carlos Carujo (BE), Pedro Ladeira (Nós, Cidadãos!), Cristina Rodrigues (PAN), Paulo Martins (PNR), Maria José Fonseca (PTP) e Anabela Henriques (PDR/JPP).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon