Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato do PS confiante na maioria em Vila Nova de Gaia

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/09/2017 Administrator

O candidato do PS e atual presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, está confiante em alcançar domingo a maioria absoluta, considerando que seria bom para a governabilidade da autarquia e para penalizar a candidatura adversária do PSD/CDS.

"Tenho muita confiança no feedback que tenho obtido das populações. A maioria não é para mim um instrumento de poder mas vale por duas coisas: pela governabilidade que traz a Gaia e porque é uma ensinadela a este modo de fazer política que o PSD/CDS-PP tem trazido. Mas mesmo com esta euforia de que a vitória se aproxima, é bom que as pessoas votem para dizer aos outros que não vale tudo na política", disse Eduardo Vítor Rodrigues.

O candidato socialista, que há quatro anos estabeleceu um acordo tripartido ao convidar Mercês Ferreira, do PSD, e o movimento independente liderado por José Guilherme Aguiar para formar executivo, tendo alcançado maioria na Assembleia Municipal e na Câmara, garantiu que desta vez "preferia governar em minoria do que com este PSD".

"A questão dos acordos para mim é muito simples: uma cidade gere-se com aqueles que são competentes e com os melhores. Os acordos são com gente competente e com gente disponível e com este PSD/Gaia isso é absolutamente impensável. O que sobra deste PSD/Gaia é um núcleo de gente de um radicalismo atroz que está completamente desesperada. Penso que vamos ter uma relação institucional e jamais de coligação", apontou Eduardo Vítor Rodrigue.

O candidato, que usa como 'slogan' "Dedicados a Gaia", falava à agência Lusa, numa ação de campanha que decorreu em Coimbrões com a tradicional distribuição de propaganda e cumprimentos, sendo a comitiva acompanhada por carros que entoavam a frase "o PS tem palavra, tem obra feita e agora, com as contas no verde, vamos fazer ainda mais".

Questionado sobre se tem procurado passar aos eleitores uma mensagem de continuidade, o cabeça de lista do PS a Gaia confirmou que "a questão das contas tem sido um mote interessante", completando que a sua "ambição não é megalómana".

"Tem-me agradado sentir que as pessoas reconhecessem que trabalhamos para ter boas contas, mas fizemo-lo ao mesmo tempo que fizemos algumas reduções de taxas, tarifas e impostos. Não foram boas contas indo ao bolso do cidadão", disse o candidato.

São candidatos à Câmara de Gaia, no distrito do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues (PS), Cancela Moura (PSD/CDS-PP), Mário David Soares (CDU), Renato Soeiro (Bloco de Esquerda), Pedro Ribeiro de Castro (PAN), Marisa Ribeiro (PTP), José Viera da Cunha (PDR) e Cristiano Ferreira da Silva (PCTP/MRPP).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon