Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato do PS promete reforçar descentralização de competências em Viana

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/09/2017 Administrator

O candidato do PS à Câmara de Viana do Castelo prometeu hoje que, caso vença as eleições autárquicas de 01 de outubro, irá reforçar a descentralização de competências a atribuir às freguesias para "fomentar o crescimento integrado do concelho". "Nós só concebemos o desenvolvimento do concelho se o concelho se desenvolver como um todo, harmonioso", afirmou José Maria Costa, atual presidente da Câmara de Viana do Castelo, durante a assinatura de um ...

O candidato do PS à Câmara de Viana do Castelo prometeu hoje que, caso vença as eleições autárquicas de 01 de outubro, irá reforçar a descentralização de competências a atribuir às freguesias para "fomentar o crescimento integrado do concelho".

"Nós só concebemos o desenvolvimento do concelho se o concelho se desenvolver como um todo, harmonioso", afirmou José Maria Costa, atual presidente da Câmara de Viana do Castelo, durante a assinatura de um contrato de coesão do território com 17 candidaturas independentes às freguesias do concelho.

Para o socialista, que se recandidata a um último mandato na Câmara da capital do Alto Minho, aquele compromisso pretende garantir ao poder local" o cumprimento do seu papel principal que é ser o primeiro poder de proximidade", adiantando que nos últimos quatro anos o atual executivo transferiu para as Juntas de Freguesia 25 milhões de euros.

"É preciso continuar a desenvolver um conjunto de projetos e de estratégias de desenvolvimento que visem uma melhor organização e gestão local", sublinhou o candidato na assinatura daquele documento, sessão que decorreu nos Antigos Paços do Concelho, em pleno centro da cidade.

O documento prevê "um reforço de meios financeiros para a implementação de projetos de apoio à requalificação de infraestruturas, ações de promoção de produtos regionais e proteção e valorização do património natural e construído.

O contrato de coesão do território, hoje assinado com 17 candidaturas independentes "pretende estimular, desenvolver e aprofundar as formas de colaboração e de parcerias com as Juntas de Freguesia, que favoreçam projetos e iniciativas para uma melhor organização e gestão local, políticas sociais integradoras, iniciativas de crescimento económico e emprego, ações de qualificação territorial e ambiental".

"Assumimos com as candidaturas independentes do concelho o compromisso de estabelecer uma relação transparente e de parceria entre o município e as juntas de freguesia com vista ao desenvolvimento do concelho e ao aprofundamento da coesão do território", referiu.

José Maria Costa disse que se compromete "a iniciar o processo de avaliação da reorganização administrativa das freguesias, para perceber a vantagem e as desvantagens desta reforma e sobretudo ouvir as pessoas. Porque as pessoas têm que sentir que o poder autárquico está próximo e não é desta forma, sem identidade", sustentou.

A "instalação de um gabinete técnico e jurídico de apoio aos executivos das freguesias e o reforço dos meios digitais e técnicos para apoio ao funcionamento e relacionamento com os munícipes" são outros dos compromissos integrados no contrato hoje assinado.

Na corrida autárquica concorrem às eleições o atual presidente da câmara e socialista José Maria Costa, Hermenegildo Costa pelo PSD, Ilda Araújo Novo pela coligação CDS/PPM, Cláudia Marinho pela CDU, Luís Louro pelo Bloco de Esquerda (BE) e Filipe Costa pelo Partido Democrático Republicano (PDR).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon