Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato do PSD a Vila Real promete baixar IMI para taxa mínima

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/07/2017 Administrator

O candidato do PSD à Câmara de Vila Real, António Carvalho, assumiu hoje o compromisso de, se for eleito, tomar como primeira medida a redução do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para a taxa mínima.

Este é, segundo o cabeça de lista social-democrata, o "primeiro compromisso" que assume com os cidadãos de Vila Real.

"Não é em quatro anos, ou no final de mandato. A minha primeira decisão será baixar o IMI para a taxa mínima de 0,3%. Ou seja, na primeira oportunidade que tiver, vou devolver aos cidadãos 25% daquilo que pagam", afirmou à agência Lusa, à margem da inauguração da sede de candidatura.

António Carvalho disse que a baixa de IMI anunciada pelo atual executivo PS, liderado por Rui Santos, foi "passar de 0,4% para 3,395%, o que, em termos reais, significa que um cidadão que pagava 400 euros, passou a pagar menos cinco euros".

"O que eu proponho é que o cidadão que paga 400 euros passe a pagar 300. Isto é devolver dinheiro ao cidadão, isto é devolver dinheiro à economia", frisou.

O candidato especificou que, em 2012, o IMI cobrado em Vila Real foi de cerca de 3,6 milhões de euros, valor que passou para os cerca de 5,8 milhões de euros em 2016.

Isto significa, segundo António Carvalho, "que os vila-realenses pagaram mais IMI".

"Como queremos competir com outros municípios que baixam a taxa de IMI para o valor mínimo, esta é uma forma de dar poder de compra aos cidadãos de Vila Real e, também, de reconhecer que as pessoas estão primeiro", sublinhou.

O candidato lembrou ainda "a herança" deixada pelos anteriores executivos PSD e as "muitas obras concretizadas" durante esses mandatos.

"Ao longo destes últimos quatro anos, o que podemos constatar é que o candidato do PS não soube aproveitar e potenciar a herança que lhe foi transmitida. Foi um tempo perdido e os vila-realenses não podem esperar mais quatro anos de ineficácia, de ilusão e de completa propaganda", salientou.

António Carvalho acusou ainda Rui Santos, que se recandidata a um segundo mandato, de anunciar "em dois meses tudo aquilo que não fez em quatro anos" e deu como exemplo a Loja do Cidadão, anunciada na quinta-feira pelo autarca.

"Fez com que, nestes quatro anos, Vila Real regredisse, Vila Real parasse no tempo", afirmou.

A sede de campanha do PSD está instalada no edifício da concelhia do PSD de Vila Real, no centro da cidade de Vila Real.

António Carvalho vai disputar as eleições de 01 de outubro com o atual presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos (PS), Joana Rapazote (CDS-PP), João Paulo Correia (CDU) e Mário Gonçalves (BE).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon