Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato do PSD/PPM quer acabar com "praga das gaivotas" no Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/08/2017 Administrator

O candidato da coligação PSD/PPM à Câmara do Porto, Álvaro Almeida, defendeu hoje a necessidade de acabar com a "praga das gaivotas" na cidade, um "perigo de saúde pública" potenciado pelos pontos de recolha de lixo insuficientes.

A despoluição do rio Tinto, como uma forma de revitalizar o Parque Oriental da cidade, e a criação de jardins de bolso em terrenos baldios, foram outras das medidas apresentadas hoje pelo cabeça-de-lista do "Porto Autêntico" e que fazem parte de um conjunto de inovações de cariz ambiental que pretende implementar caso vença as eleições autárquicas agendadas para 01 de outubro.

Numa conferência de imprensa na encosta do rio Douro, num terreno baldio, Álvaro Almeida apresentou-o com um dos locais onde poderiam instalar-se os "jardins de bolso", transformando-os em "locais de lazer e de brincadeira para as crianças e de atração para a cidade".

Dando conta de "vários terrenos baldios" espalhados pela cidade em zonas onde não há jardins, argumentou que, "com pequenos investimentos", poderiam ser criados estes jardins.

O segundo problema que identificou é o "lixo acumulado fora dos locais próprios", atribuindo-o a "um erro de planeamento" da câmara presidida por Rui Moreira.

"A cidade do Porto está a mudar, mas a câmara não foi capaz de adaptar os pontos de recolha de lixo a essa mudança", disse, acusando o executivo de nos locais hoje com mais população não ter colocado "pontos de recolha de lixo suficientes", potenciando o terceiro problema ambiental identificado, a praga das gaivotas.

As gaivotas "alimentam-se desse lixo que está espalhado", numa "praga", como designou, que se alastra por o "número delas na cidade ser de tal forma elevado", que se torna "num perigo para a saúde pública e numa ameaça para as crianças mais pequenas"

"Temos de arranjar forma de controlar esta praga que até tem eliminado as pombas", frisou.

O "desleixo em que está a via pública, com ervas daninhas a crescer no meio da rua" foi outro dos pontos apontados por Álvaro Almeida, lembrando que constitui um "perigo" para a circulação dos automóveis.

O cabeça-de-lista concluiu a sua exposição falando sobre a necessidade de "despoluir o rio Rinto" em nome da revitalização do Parque Oriental da cidade.

"Temos de investir, juntamente com os concelhos vizinhos, na despoluição do rio Tinto para dinamizar o parque para que possa ser utilizado por muito mais pessoas", disse de um equipamento onde considera que "não há segurança e iluminação além faltarem das casas de banho".

Além de Álvaro Almeida, são também candidatos à Câmara do Porto o independente Rui Moreira, apoiado pelo CDS-PP e MPT, Manuel Pizarro, do PS, João Teixeira Lopes, do BE, Ilda Figueiredo, da CDU, Bebiana Cunha, do PAN, Costa Pereira, do PTP, e Sandra Martins, do PNR e Orlando Cruz, do PPV/CDC.

As eleições autárquicas realizam-se em 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon