Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Candidato PSD/CDS a Gondomar promete projetar concelho no futuro

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/07/2017 Administrator

O candidato PSD/CDS à câmara de Gondomar, Rafael Amorim, disse hoje querer "projetar Gondomar no futuro", diferenciando-se de candidaturas "que estão no passado" ou que se "focam no momento presente, apagando os fogos do dia a dia".

Candidato a um concelho do distrito do Porto onde terá como adversários o atual presidente da câmara, o socialista Marco Martins, bem como o ex-presidente da câmara Valentim Loureiro, que concorre como independente, Rafael Amorim disse estar "determinado a lutar, por cada voto com todas as forças".

"Ninguém ganha eleições antecipadamente. Este ano a conjuntura é outra. Se no passado o acaso favoreceu alguns projetos tecnicamente menos robustos, agora o eleitorado está muito mais atento e exigente. Sejamos genuínos. Saibamos multiplicar as nossas mensagens de esperança. Tenhamos confiança em nós próprios. Com trabalho, com humildade, com determinação, com confiança, a vitória é possível", disse Rafael Amorim.

O candidato considerou que estas eleições em Gondomar são "uma máquina do tempo, em que cada um terá de decidir em que época quer viver" porque, disse, "há candidaturas que estão no passado" e "candidaturas que se focam apenas no momento presente, apagando os fogos do dia a dia".

"E há a nossa candidatura: que quer projetar Gondomar no futuro", resumiu Rafael Amorim que apontou como objetivos, entre outros, "aplicar um novo paradigma que rompa com tudo o que foi feito nos últimos 41 anos de democracia autárquica" neste concelho.

Em matéria de associativismo, o candidato PSD/CDS-PP prometeu "apoiar as associações na obtenção de receitas provenientes de financiamento comunitário e nacional" e referiu que vai "repor" em "todas as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários em Gondomar, os valores de financiamento autárquico vigentes em 2013".

Rafael Amorim, cujo ?slogan' de campanha é "Gondomar no Coração", apontou que pretende, se vier a ser eleito "devolver o coração à marca de Gondomar" e criar a Casa da Memória Gondomarense.

Já no que diz respeito à cultura, o candidato frisou uma aposta num "rumo cultural moderno baseado nas indústrias culturais, criativas, nos artistas, artesãos e autores".

Numa noite em que também apresentou os nomes dos candidatos às juntas de freguesia e confirmou que a candidata à Assembleia Municipal é Maria João das Neves, que foi candidata à câmara de Gondomar nas autárquicas de 2013, Rafael Amorim prometeu "gerir as contas públicas de forma transparente, honesta e publicitada com a envolvência de todos os partidos políticos".

"Afirmo com a toda a veemência que quero devolver aos gondomarenses a paixão pela nossa terra e o seu sentido de pertença. Estarei sempre pronto para ajudar. As portas da câmara estarão sempre abertas. Isto é um dever de quem gere o Município. Não vou mudar. Continuarei genuíno e nunca esquecerei aquilo que Gondomar me deu", disse o candidato.

A apresentação de Rafael Amorim contou com a presença do líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, bem como da deputada do CDS-PP, Vânia Dias da Silva.

"Não temos medo de ninguém. Estamos nestas eleições para vencer. O concelho de Gondomar parou no tempo e tem de reconquistar uma dinâmica nova", disse Luís Montenegro, enquanto a deputada centrista referiu que "esta é uma candidatura promissora" de quem "arregaçou as mangas e não ficou em casa à espera" e de quem quer "virar a página e colocar Gondomar no mapa".

São candidatos à câmara de Gondomar, para além dos nomes citados, Daniel Vieira pela CDU e Rui Nóvoa pelo Boco de Esquerda.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon