Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Catarina Martins pede resgate público da concessão da Fertagus

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/09/2017 Administrator

A coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu hoje que se deve começar a preparar o resgaste público da concessão privada da Fertagus, que termina em 2019, colocando a empresa na CP, de onde nunca deveria ter saído.

Na primeira ação de campanha autárquica, depois de uma viagem de seis quilómetros de bicicleta entre a estação ferroviária do Fogueteiro e o Seixal, foi já durante uma viagem de barco entre o Seixal e o Barreiro que Catarina Martins explicou aos jornalistas a importância da "propriedade pública dos transportes coletivos".

"Eu lembro que o contrato, a concessão privada da Fertagus acaba em 2019, o que quer dizer que este é o momento para preparar o resgate público dessa concessão e colocar na CP o que nunca deveria ter deixado de ser da CP, até porque eu lembro, os comboios da Fertagus são alugados à CP", sugeriu.

Para Catarina Martins, são precisas "respostas de transportes públicos, de propriedade pública em todo o país, é assim em Lisboa, é assim no Porto, seguramente tem que ser assim também na margem sul".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon