Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: CDU/Vila Real diz ser imprescindível para reforçar democracia

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/09/2017 Administrator

O candidato da CDU à Câmara de Vila Real, João Paulo Correia, disse hoje que a coligação PCP/PEV tem de estar presente nos órgãos autárquicos, caso contrário a "democracia ficará mais empobrecida". A CDU andou esta manhã em campanha pela Feira do Levante, na zona de Lordelo, junto à cidade de Vila Real. Numa das entradas do mercado, os candidatos distribuíram o programa eleitoral a quem passava para ir às compras na tradicionalmente chamada "feira ...

O candidato da CDU à Câmara de Vila Real, João Paulo Correia, disse hoje que a coligação PCP/PEV tem de estar presente nos órgãos autárquicos, caso contrário a "democracia ficará mais empobrecida".

A CDU andou esta manhã em campanha pela Feira do Levante, na zona de Lordelo, junto à cidade de Vila Real.

Numa das entradas do mercado, os candidatos distribuíram o programa eleitoral a quem passava para ir às compras na tradicionalmente chamada "feira dos farrapos".

O cabeça de lista à câmara, João Paulo Correia, aproveitou para reforçar o papel da CDU "como força imprescindível pela luta pelo poder local democrático".

"É fundamental toda a gente compreender que a CDU tem que estar presente nos órgãos autárquicos porque, caso contrário, penso que a democracia fica mais empobrecida", afirmou aos jornalistas.

O candidato salientou que o programa eleitoral da CDU "não é fantasioso", inclui um "conjunto de medidas exequíveis" e fez questão de garantir que a população pode contar com esta força partidária.

"Podem contar connosco na defesa dos seus interesses porque o interior está desertificado fruto dos mecanismos de mercado que provocam estas assimetrias entre o interior e o litoral", sublinhou.

Acrescentou que "havendo esta situação referente aos mecanismos de mercado e que condiciona toda a economia, subsequentemente toda a sociedade, atinge o limiar do abstrato dizer que um presidente da câmara tem poderes para alterar estes mecanismos do mercado e a economia, porque não tem".

João Paulo Correia disse ainda que o interior do país "não é um parente pobre que está aqui, atrás dos montes", pelo contrário, na sua opinião, "o interior é a solução para os problemas do país".

"As pessoas estão desalentadas e nós temos que lhes dizer que eles são boa gente, os transmontanos são gente competente, não queremos é que por decreto nos resolvam os nossos problemas, temos que ser nós aqui a resolver os nossos problemas", referiu.

O candidato aproveitou para criticar a criação de "mais um elefante branco" com a constituição das Águas do Douro, uma empresa que juntará vários municípios deste território e que ficará com a "concessão da água por 50 anos".

"É vergonhoso quando as águas são nossas. É um cheque em branco, isto não se faz. Será mais um elefante branco", reforçou.

Em Vila Real, as eleições de 01 de outubro vão ser disputadas entre o presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos (PS), António Carvalho (PSD), Joana Rapazote (CDS-PP), João Paulo Correia (CDU) e Mário Gonçalves (BE).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon