Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Coligação MPT/PPV-CDC denuncia situação dos sapadores do Funchal

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/09/2017 Administrator

O candidato da Nova Mudança (MPT/PPV-CDC) à presidência da Câmara do Funchal nas eleições de 01 de outubro denunciou hoje a situação "incompreensível" que vivem os Bombeiros Sapadores do Funchal, que deixaram de ser municipais "apenas no nome".

"A coligação Nova Mudança vem aqui junto aos Bombeiros Sapadores do Funchal denunciar uma coisa que entendemos ser incompreensível", disse o Roberto Vieira na primeira iniciativa da campanha para as eleições autárquicas junto da sede da corporação na principal cidade da Região Autónoma da Madeira.

O cabeça de lista sublinhou que "estes bombeiros passaram a sapadores só no nome", porque tanto o salário como as carreiras "continuam congelados" e "continuam a receber o mesmo que recebiam antes de serem sapadores".

"Nós não compreendemos e não aceitamos, e se elegermos vereadores e deputados municipais vamos no imediato resolver esta situação destes bombeiros", prometeu o candidato, que é também o líder regional do Movimento Partido da Terra (MPT).

Roberto Vieira criticou ainda a situação das instalações do quartel, apontando a degradação do espaço "onde podem descansar enquanto não estão a prestar socorro".

Outro aspeto que destacou foi o estado das viaturas desta corporação, referindo que existem algumas que "estão avariadas há meses, não são recuperadas, e há ambulâncias a circular, a prestar socorro às pessoas com os pneus carecas".

"Nós não aceitamos, não compreendemos, e compreendemos menos ainda quando o presidente da Câmara [do Funchal] anuncia que vai abrir um concurso para polícias municipais. Tem dinheiro para polícias municipais, que não são precisos na nossa cidade, e não tem para repor aquilo que é um direito destes bombeiros", argumentou.

Roberto Vieira declarou que a coligação se "compromete" com os Bombeiros Sapadores do Funchal "a resolver a situação se eleger vereadores e deputados".

Sobre o objetivo da Nova Mudança, indicou ser "eleger pessoas", assumindo que este projeto partidário "não tem o objetivo de ganhar" as eleições.

"Sabemos que não vamos ganhar. Agora não queremos que a dra. Rubina [PSD], nem o dr. Cafôfo [atual presidente do principal município da Madeira e candidato da coligação Confiança (PS/BE/JPP/PDR/Nós, Cidadãos!), tenham maioria absoluta", realçou.

Roberto Vieira apelou ao reconhecimento das pessoas pelo trabalho desenvolvido nos últimos quatro anos junto das populações.

São candidatos à presidência da Câmara Municipal do Funchal Rubina Leal (PSD), Rui Barreto (CDS-PP), Artur Andrade (CDU), o atual presidente, Paulo Cafôfo (PS/BE/JPP/PDR/Nós, Cidadãos!), Gil Canha (PPM/PURP), Raquel Coelho (PTP), Jorge Santos (PCTP/MRPP) e Roberto Vieira (MPT/PPV-CDC).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon