Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Coordenador do BE/Açores recandidata-se à Câmara de Angra do Heroísmo

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/07/2017 Administrator

O coordenador do BE/Açores, Paulo Mendes, anunciou hoje que encabeça pela segunda vez a candidatura do partido à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, assumindo como prioridade a fixação de população no concelho.

"A nossa prioridade será dar vida à cidade e ao concelho de Angra do Heroísmo e, para cumprir tal desígnio, estamos munidos de um conjunto de propostas radicalmente diferentes. Tal objetivo só se cumpre tornando possível fixar gente na nossa cidade e no nosso concelho", frisou.

O candidato bloquista propôs nesse sentido a "criação de uma bolsa municipal de arrendamento a preços controlados, constituída por edificado devoluto reabilitado, suportada em parte por um fundo de promoção de reabilitação".

"O poder autárquico não pode continuar a ter uma fé cega na capacidade autorregulatória do mercado imobiliário, que só tem servido para inflacionar o custo da habitação no centro e arredores de Angra", criticou.

Por outro lado, defendeu "a realização de um estudo para a avaliação do impacto do turismo no concelho e na cidade, com especial atenção para o seu centro histórico", alegando que o turismo não deve "estar acima de tudo", caso contrário deixará de ser sustentável.

Paulo Mendes acusou o atual executivo camarário de "fazer uso de beneficiários de programas ocupacionais para satisfazer necessidades dos seus serviços".

"O Bloco de Esquerda fará por integrar todos os precários nos serviços da autarquia e incluirá nos cadernos de encargos relativos às adjudicações a obrigatoriedade de as empresas concorrentes não contarem com trabalhadores em condições contratuais precários", adiantou.

O candidato à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo propôs ainda a elaboração de um plano de arborização para a cidade, a adoção de alternativas aos glifosato para combater as ervas na via pública e a construção de um centro de recolha de animais errantes com maior capacidade.

Paulo Mendes criticou também a construção de uma incineradora "sobredimensionada" em Angra do Heroísmo, comprometendo-se a insistir na "instalação de uma unidade de tratamento mecânico e biológico de resíduos e na consequente redução da capacidade da atual incineradora".

Assumindo-se como a candidatura "mais ideológica e politizada", num concelho que está "carente de política a sério", o BE quer aumentar o número de votos em Angra do Heroísmo e eleger pela primeira vez um deputado à Assembleia Municipal.

"Desde 2005, temos vindo a assistir a um aumento paulatino da votação no BE. Ainda nas últimas eleições para a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo registámos uma quase duplicação do número de votos", salientou.

Psicólogo, com 38 anos, Paulo Mendes divide a liderança do BE nos Açores com Zuraida Soares e é atualmente deputado à Assembleia Legislativa dos Açores, tendo já concorrido às câmaras dos dois concelhos da ilha Terceira.

Ricardo Toste, mecânico de manutenção, foi apresentado como cabeça de lista à Assembleia Municipal de Angra do Heroísmo e a artista plástica Phillipa Cardoso como mandatária.

Nas últimas eleições autárquicas, em 2013, o BE alcançou 3,3% dos votos à câmara de Angra do Heroísmo. O PS venceu as eleições, elegendo quatro mandatos, tendo a coligação PSD/CDS-PP elegido três.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon