Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Inês Sousa Real (PAN) defende reforço de autocarros

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/09/2017 Administrator

A candidata do PAN à Câmara Municipal de Lisboa, Inês Sousa Real, defendeu hoje o reforço do número de autocarros da Carris, aumento que deve ser feito em articulação com a requalificação do metro e transporte flexível.

Numa ação de campanha na feira das Galinheiras, na freguesia de Santa Clara, a candidata do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) ouviu queixas dos moradores daquela zona da cidade de Lisboa, a maioria sobre transportes e a habitação.

Na área dos transportes, Inês Sousa Real disse à agência Lusa que uma das propostas do PAN passa pelo "reforço do número de carreiras e de passagem dos horários dos autocarros", como também articular com a rede do metropolitano e do transporte flexível, destinado a idosos, estudantes e pessoas com mobilidade condicionada.

"Temos que ter efetivamente um número superior [de autocarros] devido à pressão turística que se sente na cidade, como também as zonas onde as pessoas habitam estarem mais congestionadas", afirmou.

Para tal, adiantou, é necessário identificar os pontos com mais carências e reforçar o número de carreiras.

A candidata do PAN defendeu igualmente a "mobilidade suave" que passa por uma maior articulação entre os diferentes transportes e torná-los "mais ecológicos", nomeadamente substituir a frota por uma que tenha como base as energias renováveis e a utilização do elétrico.

"Se tivermos mais zonas da cidade onde haja o elétrico também conseguimos aliviar a pressão que se faz sentir hoje em dia no autocarro e no metropolitano", sustentou, defendendo igualmente a requalificação do metro.

"Tem-se falado da expansão da rede metropolitana para outras zonas da cidade, sobretudo a que liga a cidade aos seus concelhos limítrofes. Mas, antes de se pensar na sua própria expansão, temos que arrumar a casa", disse.

Como exemplo, referiu que há muitas estações de metro que não têm plataforma elevatória que permita o acesso de pessoas com mobilidade condicionada.

A candidato do PAN sublinhou ainda que o partido quer criar na Alta de Lisboa um 'ecoparque, com uma zona para uma feira, outra para agricultura biológica, onde os moradores possam ter as suas hortas, e uma área para receber animais de grande porte.

Nas eleições de 01 de outubro concorrem em Lisboa Assunção Cristas (CDS-PP/MPT/PPM), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Teresa Leal Coelho (PSD), o atual presidente, Fernando Medina (PS), Inês Sousa Real (PAN), Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!), Carlos Teixeira (PDR/JPP), António Arruda (PURP), José Pinto-Coelho (PNR), Amândio Madaleno (PTP) e Luís Júdice (PCTP-MRPP).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon