Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Jerónimo apela ao voto "certo" na CDU no "feudo" de Avis

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/09/2017 Administrator

O secretário-geral comunista concentrou-se hoje no apelo ao voto "certo", na CDU, alimentando ainda alguma polémica da véspera com o BE, mas pedindo também contas a PS, PSD e CDS-PP pelo "chumbo" à devolução das "freguesias roubadas".

"Não faltem com o vosso voto. Não o desperdicem com forças inconsequentes. Não troquem o certo pelo incerto. As eleições não são um exercício de cálculo sobre a distribuição dos votos. O voto deve ser dado a quem o merece, em quem se confia, em que dá garantias de prosseguir o trabalho que está à vista", afirmou Jerónimo de Sousa, num jantar-comício no "feudo" de Avis, concelho que é um dos 11 que desde há 40 anos é liderado por comunistas e seus aliados.

A coordenadora do BE tinha criticado o "silêncio cúmplice" de alguns autarcas durante o período de intervenção externa da 'troika' e o líder comunista lamentou a "ignorância" e até "irresponsabilidade" daquelas afirmações, defendendo o trabalho dos responsáveis locais da CDU. Catarina Martins respondeu que "o BE não ataca o PCP" e tem outros adversários.

"Sim, camaradas, nós podemos, de cara levantada, prestar contas pelo trabalho que realizamos. Temos proximidade e conhecimento suficientes da realidade para não nos refugiarmos em temas laterais. Sim, esta CDU faz falta", continuou o líder do PCP.

Voltando-se para os partidos que considera "da direita" e também para o do Governo, com o qual o PCP assumiu posição conjunta em novembro de 2015, o secretário-geral comunista criticou-os por defenderem a descentralização e não assumirem a regionalização, insistindo na reversão da revisão administrativa que eliminou ou agregou freguesias durante a governação de sociais-democratas e democratas-cristãos.

"Falam em mudança, dizem que querem fazer melhor, que querem descentralização e proximidade às populações, pois então por que é que PSD, PS e CDS votaram contra o nosso projeto-lei que visava devolver às populações as freguesias roubadas?", indignou-se.

O discurso de Jerónimo de Sousa sublinhou o lema da CDU - "trabalho, honestidade e competência" - e as diversas "lutas" dos eleitos locais, juntamente com as populações, pelos direitos, rendimentos e os apoios sociais e serviços públicos de saúde e educação.

Avis é um dos dois únicos concelhos que pertencem à CDU no distrito de Portalegre, juntamente com Monforte. A CDU, que junta comunistas, ecologistas e cidadãos independentes.

O presidente da Câmara Municipal de Avis, Nuno Silva, participou também no evento realizado no pavilhão recreativo da Casa do Benfica desta vila do alto Alentejo. O edil ganhou o município há quatro anos, substituindo o anterior autarca CDU, que tinha atingido o limite de mandatos, e recandidata-se ao posto em 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon