Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: João Ferreira (CDU) defende expansão do metro e redução do preço da Carris

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/07/2017 Administrator

Lisboa, 21 jul (Lusa)- O candidato da CDU à Câmara Municipal de Lisboa, João Ferreira, alertou hoje para os problemas de mobilidade na cidade e defendeu a necessidade de expandir a rede do metropolitano e de reduzir o preço dos bilhetes.

"Nos últimos tempos temos recebido imensas queixas do estado calamitoso a que chegaram os transportes públicos e hoje pudemos comprovar 'in loco' essa realidade", apontou o candidato comunista à agência Lusa.

Esta tarde, João Ferreira realizou uma viagem de autocarro entre o Bairro 2 de Maio, na zona da Ajuda, e os serviços da Câmara Municipal de Lisboa, no Campo Grande, um trajeto de cerca de 9,6 quilómetros que demorou uma hora e meia a ser percorrido.

"Estamos a falar de um percurso que é o dia a dia de muitos lisboetas e que foi realizado fora da hora de ponta. Se mesmo assim demorou uma hora e meia imagine à hora de ponta", sublinhou.

João Ferreira explicou que o objetivo desta iniciativa foi demonstrar as consequências do "desinvestimento nos transportes públicos", nomeadamente na Carris e no Metropolitano, e a necessidade da autarquia levar a cabo um conjunto de medidas para melhorar a mobilidade dentro da cidade.

"Vejamos a degradação no serviço da Carris, que temos vindo a assistir nos últimos anos, seja pela diminuição de carreiras seja pelo aumento brutal do preço dos passes e dos bilhetes. É urgente reverter esse aumento. Este executivo (PS) defendia essa necessidade, mas agora que pode fazer alguma coisa já nada faz", criticou.

Relativamente ao metropolitano de Lisboa, o candidato da CDU defendeu a necessidade deste serviço ser alargado a zonas da cidade onde ele ainda não chega e também às cidades periféricas, nomeadamente Loures.

"Infelizmente aquilo que vemos por parte da Câmara de Lisboa e do Governo é a intenção de criar uma linha circular, que é mais dispendiosa e mais complexa em termos técnicos e pretende apenas servir o turismo", atestou.

Para a corrida autárquica na capital foram já anunciadas, além de João Ferreira, as candidaturas da líder do CDS-PP, Assunção Cristas, do bloquista Ricardo Robles, de Inês Sousa Real (PAN), do atual presidente do município, Fernando Medina (PS), de Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!), da social democrata Teresa Leal Coelho e do ex-autarca socialista Carlos Teixeira (independente apoiado pelo PDR e pelo JPP).

As eleições autárquicas realizam-se no dia 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon