Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: João Paulo Sousa (CDS-PP) quer baixar impostos em Câmara de Lobos

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/09/2017 Administrator

O CDS-PP candidata à presidência da Câmara Municipal de Câmara de Lobos nas autárquicas de 01 de outubro João Paulo Santos, o presidente da concelhia do partido, que promete reduzir a carga fiscal dos munícipes se for eleito.

"Em primeiro lugar, reduzir a carga fiscal, vamos aplicar a redução máxima de 0,3% no IMI [Imposto Municipal sobre Imóveis] e a devolução máxima de 5% no IRS já a partir de 2018 e até ao final do mandato", assegura o sargento na reserva.

João Paulo Santos assume a sua candidatura como "um dever cívico" para com os seus concidadãos na busca de melhores condições de vida para a autarquia.

"Tenho consciência de que não posso alterar o passado, nem pretendo usá-lo no debate político. Não posso mudar o presente porque já está condicionado, mas posso planear e alterar o futuro", observa.

O candidato centrista tem ainda como metas reduzir o valor da despesa corrente do município (sete milhões de euros/ano) e apoiar os setores produtivos (agricultura, pescas, prestação de serviços e turismo).

Nas eleições autárquicas anteriores, a 29 de setembro de 2013, o PSD obteve em Câmara de Lobos 39,87% dos votos (quatro mandatos); o CDS/PP 16,42% (um mandato); o MPT 14,17% (um mandato); o PS-PTP-PND-BE 13,90% (um mandato); o PCP/PEV 5,66% e o PAN 3,90%.

O executivo municipal tem quatro eleitos com pelouro, incluindo o presidente, Pedro Coelho.

Neste concelho, nas autárquicas de 01 de outubro são igualmente candidatos Pedro Coelho (PSD), Paulo Alexandre Santos (BE), Aires Carvalho (MPT), Amândio Silva (PS), Quintino Costa (PTP), Dinis Teles (PDR) e Alexandre Fernandes (CDU).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon