Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: José Maria Costa aponta "obra feita" para pedir novo mandato em Viana

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/08/2017 Administrator

O candidato socialista José Maria Costa apontou, hoje, a "obra feita" nos últimos quatro anos em Viana do Castelo para pedir um novo mandato nas eleições autárquicas de 01 de outubro, aludindo aos 1.900 postos de trabalho criados no concelho.

Em comunicado, a candidatura de José Maria Costa, que concorre a um último mandato nas próximas eleições autárquicas, adiantou que "com os novos investimentos nas 11 unidades industriais em curso, o concelho terá, até setembro de 2018, mais de 2.000 postos de trabalho nos setores do turismo, serviços, novas tecnologias e indústria".

Com o lema "Confiança", a candidatura do atual presidente da Câmara de Viana do Castelo, com 55 anos, realçou ainda que "Viana do Castelo chegou ao quinto lugar das capitais de distrito mais exportadoras do país".

"Os números do último mandato confirmam que o atual governo municipal, iniciado em 2009, mostra provas de ter um projeto, uma ideia e um rumo para Viana do Castelo, que espera ver prolongado por mais quatro anos", afirmou José Maria Costa, citado naquela nota.

O socialista, que entrou para a câmara como adjunto, em 1994, durante o primeiro mandato do anterior presidente, o também socialista Defensor Moura, defende que, "para as próximas eleições autárquicas, é necessário uma aposta continuada na coesão social e territorial, na economia do mar e no desenvolvimento económico".

"A equipa que hoje se apresenta pretende desenvolver um conjunto de linhas estratégicas para a cidade e concelho, pensando na sustentabilidade económica, na valorização do potencial humano e criativo dos jovens e das instituições, e continuar a grande aposta na cidade atlântica, para enfrentar os enormes desafios do século XXI", defendeu.

O autarca destacou ainda "a aposta no investimento para a redução da taxa de desemprego de 38%, em 2013, para os 6,9% atuais".

"Viana do Castelo é a quinta capital de distrito mais exportadora do país, com um 'superavit' na balança de transações de 240 milhões de euros. Viana do Castelo apresenta uma taxa de crescimento no turismo de 27%", enumerou o candidato do PS.

Disse ainda estar "satisfeito" com a confiança dos empresários de Viana do Castelo e com os empresários estrangeiros que "têm em curso cerca de 200 milhões de euros em projetos nos setores logístico, calçado, cosmética, automóvel, construção civil e metalomecânica e do mar".

O candidato do PS acrescentou que o trabalho desenvolvido no último mandato autárquico "pode ser observado também na saúde financeira do município, com o executivo socialista a reduzir, em oito anos, 12,4 milhões de euros ao seu passivo, pagando a 60 dias todos os seus compromissos financeiros, mesmo com 40 milhões de euros de investimento público em curso no concelho".

"Viana do Castelo orgulha-se do trabalho realizado na saúde financeira da sua autarquia, com a saída aprovada pelo governo do Plano de Ajustamento Financeiro, o que demonstra o trabalho sério e rigoroso na aplicação dos dinheiros públicos", frisou José Maria Costa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon