Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Lista em freguesia de Fafe já ganhou por falta de adversários

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Administrator

Nas autárquicas deste ano há uma lista numa freguesia de Fafe que tem a certeza de que vai ganhar, porque é a única a concorrer, o que surpreendeu, mas também agradou ao atual presidente e recandidato.

"É diferente e não dá tanta emoção, mas estamos contentes. Se calhar é mérito nosso", comentou hoje Paulo Monteiro, em declarações à Lusa.

O cabeça de lista e atual presidente da União de Freguesias de Monte e Queimadela disse ter ficado surpreendido por não ter adversários no sufrágio marcado para 01 de outubro.

"Tudo levava a crer que houvesse mais alguma lista, mas não houve", afirmou, recordando que em 2013 as eleições tinham sido muito disputadas na sua freguesia.

Naquele ato eleitoral, foi a lista independente de Paulo Monteiro que teve mais votos, mas nenhuma das três forças tinha conseguido a maioria absoluta na assembleia de freguesia, o que impediu a constituição do executivo e obrigou à realização de eleições intercalares, em maio de 2014.

Dessa vez, contou à Lusa o atual presidente, foi possível alcançar a maioria absoluta e o mandato que agora termina decorreu com normalidade.

"Não houve conflitos. Foi uma junta que funcionou de forma normal, sem grandes problemas. A oposição nunca criou conflitos", assinalou o autarca, reconhecendo que talvez esse aspeto possa explicar a ausência de adversários.

Aquela autarquia do norte do concelho de Fafe, no interior do distrito de Braga, reúne as duas antigas freguesias de São Miguel do Monte e Queimadela, duas localidades de montanha e floresta. Com pouco mais de 1.300 eleitores, localizam-se na zona onde nasce o rio Vizela, próxima do troço onde se disputa o Rali de Portugal.

Paulo Monteiro tem 50 anos de idade, é agricultor e o elemento mais velho de uma lista formada maioritariamente por jovens.

Questionado sobre se vai fazer campanha nas próximas semanas, sabendo que tem a vitória garantida, respondeu, sorrindo: "Neste momento, não tínhamos nada programado, mas vamos fazer alguma coisita, dar uma satisfação às pessoas, marcar um dia ou dois para dar a cara e apresentar-nos nas duas freguesias".

E prometeu: "Muito mais do que isso, não vamos fazer. Não vamos entrar em grades despesas".

Sem adversários, a lista independente insistiu que as eleições desta vez serão diferentes, dispensando tanto empenho na campanha.

"Assim, deixa-nos ficar um pouco a dormir, se calhar um pouco parados. Com adversários, a envolvência era outra e teríamos de andar mais", concluiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon