Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Luís Filipe Menezes apoia candidatura de Cancela Moura (PSD/CDS-PP)

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/08/2017 Administrator

O ex-presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia Luís Filipe Menezes manifestou hoje apoio ao candidato do PSD/CDS-PP à autarquia, Cancela Moura, pela sua "experiência, formação e conhecimento do concelho".

Através de uma publicação na rede social Facebook, Luís Filipe Menezes diz desejar a vitória de Cancela Moura e apela a que ela possa acontecer, justificando: "Porque o atual líder gaiense [referindo-se a Eduardo Vítor Rodrigues, eleito pelo PS] não tem dimensão intelectual e humana para representar o terceiro maior município de Portugal. Porque Cancela Moura tem experiência, formação e conhecimento do concelho, que podem fazer dele um bom autarca".

A publicação de Luís Filipe Menezes - que foi presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia durante 16 anos e nas autárquicas de 2013 se candidatou no Município do Porto com o apoio do PSD, MPT e PPM - surge acompanhada de uma foto alusiva à candidatura de Cancela Moura e refere que "as divergências internas partidárias intercalares só têm uma forma de ser resolvidas quando se tem personalidade forte e caráter sadio: com a unidade no presente e no futuro".

Menezes escreve que Cancela Moura "tem convicção e ideias para retomar a projeção de uma cidade gémea do Porto, mas não subordinada em exclusivo aos seus interesses" e acrescenta, como justificação para esta demonstração de apoio, que o candidato do PSD/CDS a Gaia "inovou de uma forma muito positiva, com quadros qualificados e jovens".

"Assim, todos os que no passado votaram PSD têm razões para o continuar a fazer, até porque alguns 'independentes' PSD de há quatro anos demonstraram que não merecem o apoio de gente séria, já que no fundo só são 'tacho dependentes'. É espantoso que tenham andado 'enganados' década e meia no apoio aos executivos que liderei e hoje apareçam a apoiar com igual subserviência e convicção a Câmara de Vítor Rodrigues", lê-se na publicação.

O ex-autarca admite saber que o seu "apoio" pode não traduzir-se "automaticamente em votos" e salienta que respeita "o veredicto dos eleitores", mas afirma que mesmo que "possa ser incompreendido por alguns", não podia "deixar de corresponder ao sentir" da sua "consciência".

Antes, na introdução da sua publicação, Luís Filipe Menezes começa por recordar que é militante do PSD há 42 anos, tendo ocupado vários cargos no partido, nomeadamente o de presidente, seguindo-se uma espécie de reflexão sobre o processo de candidaturas às autárquicas, referindo-se, nomeadamente, ao surgimento de candidatos e de apoios de independentes.

"Tudo isto vem a propósito das eleições de outubro em Gaia (...). O PSD escolheu o seu candidato a presidente de Câmara. Democraticamente. Cumprindo todos os preceitos estatutários. Trata-se de Cancela Moura, um militante com quem tive divergências profundas (...). Ora, politicamente 'À Moda do Porto' (a minha cidade de vivência e coração), aqui estava uma boa oportunidade para uma vingança de um adversário de lutas internas. Só que eu não pertenço a essa laia de gente. Prezo o caráter e a honra", refere a publicação.

Por sua vez, em comunicado remetido à agência Lusa, a candidatura "Gaia de Novo" cita a publicação de Menezes e descreve o apoio manifestado pelo ex-autarca como "um motivo de honra e um estímulo para a batalha eleitoral que se avizinha".

"Apesar das nossas divergências, um valor mais alto nos uniu ao longo de 16 anos e que foi o superior interesse no desenvolvimento de Vila Nova de Gaia, transformando este concelho numa referência a nível nacional", afirma o candidato.

Cancela Moura acrescenta que "este é um legado que a atual liderança socialista tem vindo a delapidar".

Nas autárquicas em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, concorrem, para além de Cancela Moura (PSD/CDS-PP), o atual presidente da câmara, Eduardo Vítor Rodrigues (PS), Mário David Soares (CDU), Renato Soeiro (Bloco de Esquerda) e Pedro Ribeiro de Castro (PAN).

As eleições autárquicas estão marcadas para 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon