Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Manuel Machado (PS) diz que aeroporto em Coimbra não é "promessa de ocasião"

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/09/2017 Administrator

A transformação do aeródromo municipal de Coimbra em aeroporto civil comercial "não é uma promessa de ocasião eleitoral", afirmou hoje o candidato do PS à Câmara e atual presidente do município, Manuel Machado.

A adaptação do Aeródromo Municipal Bissaya Barreto, em Cernache, no concelho de Coimbra, em aeroporto civil comercial, "com capacidade para receber tráfego internacional [de voos] 'charter' e 'low cost' é uma peça essencial" para a estratégia da cidade e região, cujas "prioridades são orientadas para as tecnologias de informação" e para "o 'cluster' da saúde", sustentou o candidato.

Além disso, perante "as graves limitações aeroportuárias que Portugal tem hoje, face à procura internacional", Coimbra pode "ampliar uma infraestrutura que é sua e acolher este segmento importante de mercado como alavanca de desenvolvimento", acrescentou Manuel Machado, que falava hoje, na apresentação do programa eleitoral e da comissão de honra (presidida pelo antigo reitor da Universidade Rui Alarcão) da sua candidatura.

O prolongamento da pista para 1.500 metros e a instalação de sistemas de aterragem de precisão e de depósitos de combustível, entre outras intervenções, ascendem a "custos globais da casa dos 10 a 12 milhões de euros".

É um investimento que poderá ser comparticipado por fundos comunitários, o que representará para a autarquia o dispêndio de "1,5 a dois milhões de euros", referiu, sublinhando que, por isso, "não se diga que é uma promessa de ocasião eleitoral".

Manuel Machado disse ainda que, em 1992, no âmbito do Plano Diretor Municipal (PDM), aprovado dois anos depois, foi "encomendado um primeiro estudo para estabelecer", nesse plano, "a reserva de solos para a possibilidade de ampliação do aeródromo".

Em 2005, a Câmara de Coimbra, então presidida pelo seu "ilustre antecessor" Carlos Encarnação (PSD), encomendou um "estudo de viabilidade de ampliação" daquela infraestrutura, recordou o candidato.

Esse estudo "confirma o que dissemos" e "comprova" que "ninguém de boa-fé ou idoneidade suficiente" pode dizer que esta é "uma promessa de ocasião", concluiu o candidato do PS.

Nas eleições autárquicas de 01 de outubro, são candidatos à Câmara de Coimbra o atual presidente, Manuel Machado (PS), Francisco Queirós (CDU), Jorge Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Vítor Ramalho (PNR), Jaime Ramos (PSD/CDS-PP/PPM/MPT), José Manuel Silva (Somos Coimbra) e Vítor Marques (PAN).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon