Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Martinho Câmara (CDS-PP) promete "não virar as costas" aos munícipes da Calheta

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

O candidato do CDS-PP à presidência da Câmara da Calheta nas eleições de 01 de outubro, Martinho Câmara, diz que não virará as costas aos munícipes e seus problemas e que o objetivo da sua candidatura é vencer.

Atual vereador na Câmara Municipal da Calheta, eleito em 2013, ex-deputado à Assembleia Legislativa da Madeira e farmacêutico de profissão, Martinho da Câmara assegura que consigo "todos os problemas das populações, de todas as freguesias, são problemas da Câmara".

"Se o problema é o centro de saúde, a Câmara tem de ser capaz de ajudar e resolver; se é o desemprego, a Câmara tem que se empenhar na sua resolução; se é um problema de planeamento do território, a Câmara tem que dar respostas adequadas; se é um problema de agricultura, a Câmara não poderá fechar os olhos; se é uma questão com o turismo, a Câmara tem que ter respostas", afirma.

Este é, segundo o candidato, o projeto do CDS-PP para os próximos quatro anos, "um desafio e um compromisso".

Nas eleições autárquicas de 29 de setembro de 2013, o PSD obteve 58,54% das intenções de voto (cinco mandatos), o CDS-PP 25,99% (dois mandatos), o PS 8,05% e o PCP/PEV 3,36%.

O executivo municipal tem cinco eleitos com pelouro, incluindo o presidente Carlos Teles.

Neste concelho, nas autárquicas de 01 de outubro, são igualmente candidatos Martinho Câmara (CDS-PP), Pedro Pessanha (CDU), Sofia Canha (PS), Carlos Teles (PSD) e Manuel Teles (PTP).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon