Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: PAN candidata Bebiana Cunha à Câmara do Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

Bebiana Cunha, membro da Comissão Política Permanente do PAN - Pessoas-Animais-Natureza, é a candidata do partido à Câmara do Porto, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o PAN refere que esta é a primeira vez que apresenta uma candidatura à Câmara do Porto.

Bebiana Cunha, psicóloga de 31 anos, "faz parte do PAN desde 2011, tendo coordenado grupos de trabalho e secretarias e colaborado a nível nacional, regional e local".

O PAN revela que a equipa que constitui a sua lista à Câmara do Porto "tem por base a transdisciplinaridade", sendo um dos "principais objetivos a proteção animal no município, que será alicerçada na implementação de um Centro de Recolha Oficial de Animais (CROA) -- um efetivo centro de bem-estar animal -- com base em políticas de adoção e de bem-estar animal eficazes, onde o controlo da população de animais abandonados passe a ser a via da esterilização".

O PAN propõe-se também a "desenvolver um projeto de voluntariado que permita aos cidadãos acompanharem os animais e ajudarem na sua divulgação", considerando que "a atual ausência de reais políticas de proteção animal", bem como "bem como o adiamento da construção do CROA, prometido pelo atual executivo e procrastinado ao longo destes quatro anos, não pode mais perdurar no Porto".

Outra área que o PAN quer aprofundar "é a da mobilidade como um direito e uma forma de combate às alterações climáticas", destacando serem "prioritários os modos suaves (rede pedonal e ciclável) e os transportes públicos movidos a energias renováveis, bem como a renovação de redes de elétricos em carris".

"Por ser fundamental para o PAN retirar os automóveis movidos a combustíveis fósseis do centro da cidade, o partido propõe a promoção e regulação de serviços partilhados de automóveis elétricos, a introdução do trânsito de bicicletas nos corredores BUS e descontinuar algumas das ciclovias existentes, devido ao seu grau de insegurança e perigosidade", sustenta.

A promoção de um "turismo de qualidade e sustentável" é outro objetivo do PAN, para quem "a massificação do turismo sem uma estratégia política de sustentabilidade tem vindo a condicionar a qualidade turística e a vida dos cidadãos do Porto".

Para o PAN, os turistas devem "coabitar a cidade sem prejuízo dos nativos que têm o direito à cidade e a não serem dela excluídos, defendendo assim que "uma parte das receitas que o turismo origina devem ser utilizadas como forma de prevenir a crescente desigualdade social na cidade e a degradação do ambiente pelo consumismo desenfreado".

Para a candidata, "o Porto necessita de uma ação mais integradora e sistémica e que seja também a voz dos assuntos esquecidos, por um Porto Sentido que contemple a multiplicidade de fatores que concorrem para a identidade de uma cidade histórica, moderna e cosmopolita".

Além de Bebiana Cunha (PAN), concorrem à presidência da Câmara do Porto nas eleições de 01 de outubro Rui Moreira (independente apoiado pelo CDS e MPT), Álvaro Almeida (PSD/PPM), Manuel Pizarro (PS), Ilda Figueiredo (CDU), João Teixeira Lopes (BE) e Orlando Cruz (PPV/CDC).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon