Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas/Porto: Teixeira Lopes, o sociólogo trabalhador que se recandidata pelo BE

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Administrator

O sociólogo João Teixeira Lopes apresenta-se pela quarta vez como candidato do BE à Câmara do Porto, onde o partido nunca conseguiu um lugar, depois de o ex-líder dos bloquistas, João Semedo, renunciar à candidatura por razões de saúde.

A líder do partido, Catarina Martins, indica que o professor catedrático de 47 anos evidencia a "humildade e o trabalho" que "têm faltado à governação da cidade nos últimos quatro anos", além de ser um profundo conhecedor do Porto e dos seus problemas.

Francisco Louçã, ex-coordenador do BE, indica que o interesse de Teixeira Lopes "pelas pessoas" e a sua "competência na solução das dificuldades" o transformam no "candidato mais qualificado de entre todos os que se apresentam na disputa eleitoral do Porto".

"Conheço poucas pessoas que conheçam tão bem o Porto e os seus problemas como o João Teixeira Lopes. Tem uma capacidade invulgar de trabalho e uma dedicação profunda às causas a que se dedica na cidade, na academia e na vida", descreve Catarina Martins, numa declaração escrita enviada à Lusa.

Para a coordenadora do BE, "humildade e trabalho são características do candidato que tanto tem faltado à governação da cidade nos últimos quatro anos".

Louçã lembra que Teixeira Lopes se destacou "como deputado, professor e investigador universitário" e que tem "combinado estudos sobre as práticas culturais, as mudanças sociais e as grandes ideias dos nossos tempos", o que "talvez o prepare excecionalmente para a função de vereador" na Câmara do Porto.

"É autor de várias obras de referência na sociologia portuguesa, em que tem combinado estudos sobre as práticas culturais, as mudanças sociais e as grandes ideias dos nossos tempos. Talvez isso o prepare excecionalmente para a função de vereador ou para outras funções públicas. Mas é preciso conhecer o seu interesse pelas pessoas e a sua competência na solução das dificuldades para perceber como é o candidato mais qualificado na disputa eleitoral do Porto", afirma.

Teixeira Lopes, atualmente professor catedrático na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e presidente da Associação Portuguesa de Sociologia, foi candidato do BE à autarquia portuense em 2001, 2005 e 2009.

O BE, que nunca conseguiu um lugar na vereação do Porto, começou por indicar João Semedo como cabeça de lista à autarquia e Teixeira Lopes como número um da lista à Assembleia Municipal.

Semedo, que entre 2012 e 2014 partilhou com Catarina Martins um modelo de liderança bicéfala, foi em março apresentado como o candidato ao Porto, mas em junho acabaria por renunciar, devido a um problema de saúde cujo tratamento era "inadiável" e "incompatível" com a atividade que vinha desenvolvido no combate autárquico.

Os candidatos trocaram, então, de lugar, e Teixeira Lopes afirmou que um bom resultado para o partido nas autárquicas de outubro será eleger vereadores, "que não farão qualquer tipo de aliança política com outras forças, mas aceitam pelouros".

Teixeira Lopes destacou, então, ser "fundamental" saber que pode contar com João Semedo, designadamente "com as suas ideias, com a sua inteligência e com o seu sentido crítico".

Teixeira Lopes, que foi deputado do BE pelo distrito do Porto na Assembleia da República entre 2002 e 2006, dirigiu a Revista Sociologia entre 2009 e fevereiro de 2013.

Tem 23 livros publicados (sozinho ou em coautoria) nos domínios da sociologia da cultura, cidade, juventude e educação, bem como museologia e estudos territoriais.

Em maio de 2014 foi distinguido pelo governo francês com o galardão "Chevalier des Palmes Académiques", uma condecoração criada para homenagear importantes membros da universidade.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon