Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas : PPM reforça apoio a Ventura e diz concordar com opinião sobre comunidade cigana

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/07/2017 Administrator

O Partido Popular Monárquico (PPM) informou esta noite que vai manter o seu apoio à candidatura do social democrata André Ventura à Câmara de Loures, uma vez que concorda com as declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

"A verdade é que existem problemas graves de integração da comunidade cigana no município de Loures. As políticas promovidas pela esquerda e pela extrema-esquerda portuguesa são meramente assistencialistas e desprovidas de um acompanhamento competente, responsável e humanista", refere o PPM, em comunicado, assinado pelo vice-presidente do partido, Gonçalo da Câmara Pereira.

Numa entrevista publicada na semana passada pelo portal Notícias ao Minuto, André Ventura falou sobre uma "excessiva tolerância com alguns grupos e minorias étnicas".

Na segunda-feira, noutra entrevista, desta vez ao jornal i, André Ventura, questionado sobre de que minorias falava afirmou que há pessoas que "vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado" e que acham "que estão acima das regras do Estado de Direito", considerando que tal acontece particularmente com a etnia cigana.

"Eu tenho imensos relatos em Loures de situações em que são ocupados imóveis ilegalmente e a câmara nada faz para os tirar de lá. Porquê? Porque seria racismo e xenofobia. Mas não é racismo, é fazer cumprir a lei", declarou.

O caso tem suscitado várias reações dos diferentes partidos.

O cabeça de lista da CDU no município e presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares, afirmou que tais "insinuações dão uma imagem errada do concelho" e "não correspondem de todo à verdade".

O Bloco de Esquerda queixou-se à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial, ao Ministério Público e à Ordem dos Advogados e pediu ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho, para que "deixe cair o apoio ao candidato André Ventura, interpelando ainda a CDU e o PS para que recusem acordos de governação autárquica com os sociais-democratas.

O mesmo pedido foi feito, na segunda-feira, pelo PS, através da secretária-geral adjunta, Ana Catarina Martins.

Já o CDS-PP, que apoiava em Loures a candidatura de André Ventura, através de uma coligação, da qual faz parte também o PPM, anunciou durante a tarde que vai seguir "um caminho próprio" nas eleições autárquicas e expressou um "profundo incómodo" pela forma como o candidato se referiu à comunidade cigana.

Por seu turno, esta noite o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou que André Ventura já "clarificou a sua posição" e ressalvou que o partido não tem, nem terá posições racistas ou xenófobas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon