Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Presidente da Câmara de Portalegre quer "mais apoio e recursos" do Estado

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

A presidente reeleita da Câmara de Portalegre, a independente Adelaide Teixeira, defendeu, na quarta-feira à noite, a descentralização de competências para os municípios, considerando que as regiões devem assumir um papel "cada vez mais relevante" no país.

"Precisamos de obter mais apoios, mais competências e mais recursos junto do Estado", disse Adelaide Teixeira no seu discurso de tomada de posse para um segundo mandato, cuja cerimónia decorreu no Centro de Congressos da Câmara de Portalegre.

Reeleita pelo movimento Candidatura Livre e Independente por Portalegre (CLIP) nas eleições autárquicas de 01 de outubro, sem obter maioria absoluta, a autarca defendeu ainda que as regiões têm que "definir afinidades e estratégias" nos próximos tempos.

"Para nós resulta claro que as regiões e as cidades terão de assumir um papel cada vez mais relevante, devendo definir afinidades e estratégias de partilha de conhecimento, desenvolvimento e crescimento", declarou.

"É o poder local que melhor efetiva a ideia de um poder público de proximidade, de relação com os cidadãos que, muitas vezes e com razão, olham para o poder central como longínquo e até alheado dos nossos problemas e necessidades, lá longe, no Terreiro do Paço, em São Bento [Lisboa] ou até na Praça do Geraldo [Évora]", acrescentou.

O atual executivo municipal de Portalegre é composto por três eleitos da CLIP, dois do PS, um da CDU e outro do PSD.

Sem maioria absoluta no executivo, a presidente da Câmara de Portalegre apelou durante o seu discurso para que nos próximos quatro anos possam existir "consensos" e "convergências" entre as várias forças políticas.

"Apresentamo-nos disponíveis para tentar estabelecer pontes e gerar consensos em prol do desenvolvimento do nosso território", disse.

A autarca traçou ainda como "prioridades imediatas" para o atual mandato, o "reforço da resposta" à limpeza e manutenção urbana e do espaço público e a "continuação" da captação de investimento.

Apostada em contribuir para a criação de emprego e fixação de massa critica na região, Adelaide Teixeira alertou ainda que o mandato vai ficar marcado pelo "rigor" nas contas do município, assente numa "gestão criteriosa".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon