Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Presidente da Câmara do Porto Santo é candidato do PS para novo mandato

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/09/2017 Administrator

O atual presidente da Câmara Municipal do Porto Santo, Filipe Menezes de Oliveira, que derrotou o PSD nas autárquicas de 2013, como independente nas listas socialistas, volta a ser o candidato do partido nas eleições de 01 de outubro.

Licenciado em Direito, Filipe Menezes de Oliveira, com 37 anos, exerceu a profissão naquela ilha durante cerca de uma década e lecionou em escolas profissionais do Funchal e do Porto Santo, tendo nas últimas autárquicas passado a governar um município que esteve nas mãos do PSD durante 16 anos.

Ex-militante do PSD/Madeira, chegou a ser candidato nas listas sociais-democratas nas legislativas (2004), vice-presidente das comissões políticas da JSD e PSD Porto Santo (2004 e 2006) e até 2007 foi deputado municipal pelo partido.

Depois desvinculou-se do PSD/Madeira, uma decisão que justificou como "imperativo de consciência" e por "discordar da atuação das forças decisoras naquela ilha" para resolver os problemas da população do Porto Santo.

Os últimos quatro anos de mandato de Filipe Menezes de Oliveira foram complicados, porque o PS não detém a maioria na Assembleia Municipal (AM), órgão onde tem o mesmo número de eleitos que o PSD (6) e a presidente socialista Luísa Mendonça tem recusado apoiar algumas decisões do executivo camarário.

Por esta razão, a Câmara Municipal do Porto Santo ainda não viu o orçamento de 2017 aprovado na AM, acusando o autarca socialista o PSD de estar a "travar o investimento público" na ilha, deixando a autarquia de "mãos atadas".

Devido a esta situação, o responsável camarário apela à confiança do eleitorado para conseguir nas próximas eleições de 01 de outubro "uma maioria absoluta", considerando que, no atual contexto, é difícil "governar a ilha com maiorias relativas".

Filipe Menezes de Oliveira também está apostado em conquistar a única junta de freguesia do Porto Santo, que tem sido governada pelos sociais-democratas, reforçando que "só assim é possível governar com estabilidade e honrar os compromissos" assumidos.

"O que me move é o Porto Santo, a minha terra", declarou o autarca.

Filipe Menezes de Oliveira enunciou vários dos objetivos concretizados pela atual vereação socialista, entre os quais estão "a redução do IMI e a diminuição da dívida deixada pelo PSD, bem como a modernização dos serviços municipais", apontando ser "possível fazer mais e melhor pelo Porto Santo".

Para o próximo mandato, aposta no investimento privado, na investigação científica, no plano estratégico para a ilha que é o geoparque da ilha, no projeto da marca Porto Santo, em mais medidas para esbater a sazonalidade do turismo local, no apoio para a aquisição de medicamentos.

Além do investimento no ambiente, também pretende trabalhar mais no ordenamento do território "para dar um novo rosto" à cidade, visando "receber bem os turistas no centro da vila", "no saneamento financeiro" da Câmara Municipal, para "deixar o município de cara lavada", e nas acessibilidades à ilha.

O executivo da Câmara Municipal do Porto Santo é composto por cinco eleitos, sendo três do PS, incluindo o presidente Filipe Menezes de Oliveira, e dois do PSD (sem pelouros).

Nas eleições autárquicas que se realizam a 01 de outubro são também candidatos à Câmara de Porto Santo Tiago Camacho (BE), João Rodrigues (CDS), Hugo Nóbrega (CDU), Idalino Vasconcelos (PSD), Alcino Gomes (PTP) e o José António Castro (movimento de cidadãos Mais Porto Santo).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon