Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: PSD candidata Carlos Furtado à Câmara da Lagoa, Açores

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/08/2017 Administrator

O PSD candidata à Câmara da Lagoa, nos Açores, o comerciante Carlos Furtado que quer promover "alterações profundas" no Nonagon - Parque Tecnológico da Ilha de São Miguel, foi hoje anunciado.

"Há outros planos para o Nonagon que passarão por introduzir alterações profundas ao que tinha sido projetado inicialmente para este espaço e visam trazer outra energia e atividade económica ao concelho", disse à agência Lusa Carlos Furtado.

O candidato, de 46 anos, militante do PSD, pretende também valorizar a orla costeira do concelho com projetos que quer desenvolver, de forma faseada e complementares, e a realizar durante o mandato, remetendo para os próximos dias o seu anúncio.

"De entre os concelhos de Ponta Delgada, Ribeira Grande, Vila Franca e Lagoa, este último é o que atualmente tem a sua orla costeira menos valorizada, havendo condições excelentes para o fazer, uma vez que temos três quilómetros de costa rasa", referiu.

Para Carlos Furtado, a Lagoa "precisa de mudar", classificando a gestão do município "meramente decorativa" e defendendo ser necessário "resolver os problemas das pessoas".

O social-democrata, que foi candidato à assembleia de freguesia do Cabouco nas últimas eleições autárquicas, considerou por outro lado que o concelho "está muito dependente das ajudas que o Estado vai fornecendo às famílias", o que lhes "retira toda a autonomia e confiança".

Carlos Furtado, que integra na sua lista independentes e elementos do CDS-PP, quer também promover a economia da Lagoa através de um diálogo com as forças vivas, instituições e população, a par dos empresários, acreditando que "é desta forma que se gera mais riqueza e estabilidade aos agregados familiares".

"No concelho existe um poder dominante que vai consolidando, mandato após mandato, a sua posição, sentindo-se no direito de pôr e dispor sem que sejam ouvidas as forças intervenientes", adiantou.

Carlos Furtado entende que a Lagoa "está inserida em quatro dos sete mais importantes concelhos dos Açores", tendo, por isso, "obrigações e razões acrescidas para retirar daqui mais-valias porque representa uma boa parte da atividade económica" do arquipélago.

Já no âmbito da ação social, o candidato disse haver "desigualdade de tratamento", salientando a necessidade de a fazer chegar aos mais carenciados, que devem ser "tratados de igual forma".

A Câmara da Lagoa é liderada pelo PS que nas últimas eleições autárquicas, em 2013, assegurou seis dos sete mandatos. O PSD elegeu um vereador.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon