Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: PSD/CDS de Gondomar quer "fortalecer" associações para criarem emprego

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/08/2017 Administrator

O candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Gondomar, Rafael Amorim, quer envolver as associações do concelho na discussão dos regulamentos de apoio de forma a "fortalece-las", tornando-as "verdadeiros motores de criação de emprego".

"Gondomar tem dos maiores movimentos associativos do país. As associações são força muito importantes para a criação de emprego. Por exemplo, as instituições particulares de solidariedade social têm sido quem mais cria emprego no concelho", referiu à agência Lusa o candidato.

Partindo desta convicção, Rafael Amorim disse que, se vier a ser eleito, vai "devolver os regulamentos de apoio às associações", para que estas os comentem e sugiram alterações e melhorias, promovendo uma "consulta participada" que "copia o processo legislativo que, antes de legislar, ouve as forças representativas do setor", descreveu.

"Isto é algo que nunca foi feito em 41 anos em Gondomar, mas é imperativo para a minha candidatura. Logo após a tomada de posse, além de devolver os regulamentos, marcarei uma reunião com as associações humanitárias de bombeiros para analisar os apoios", disse Rafael Amorim.

O candidato do PSD/CDS-PP contou que tem vindo a visitar desde maio as associações do concelho, tendo notado "um descontentamento generalizado com o atual executivo" devido aos valores de apoio.

"Não são suficientes. Há desfasamento entre o que a câmara quer dar e o que as associações precisam. Mas também é verdade, e tenho-o dito, que a associações não podem depender só de financiamento camarário", referiu.

Rafael Amorim quer que as associações de Gondomar tenham acesso a programas de financiamento nacionais e comunitários, apontando que normalmente as câmaras conhecem essa informação sobre linhas de candidatura, razão pela qual quer criar uma secção dedicada às associações no gabinete de estudos estratégicos da Câmara.

O candidato, cuja tem como 'slogan', "Gondomar no Coração", descreveu estas propostas à Lusa no âmbito do seu programa de medidas que visam reduzir a taxa de desemprego no concelho.

No que se refere ao investimento privado, Rafael Amorim propõe-se criar o "Gondomar Empreendedor", um programa que visa o "apoio ao empreendedorismo comercial, agrícola, turístico e industrial, bem como do apoio às empresas já existentes", lê-se em comunicado sobre o tema.

A candidatura PSD/CDS-PP aponta que a taxa de desemprego que "aflige Gondomar neste momento ronda os 15%", estando "bem acima da média nacional", uma preocupação que levou o candidato a reunir-se com a Associação Empresarial do Porto, bem como com investidores, empresas e diplomatas internacionais.

O "Gondomar Empreendedor" inclui como medidas a dinamização de conferências, a capacitação e qualificação das estruturas de apoio ao investimento no território, nomeadamente centros empresariais, áreas de acolhimento empresarial e/ou centros tecnológicos e a captação de investimento empresarial e industrial, nacional e estrangeiro.

Soma-se o apoio a desempregados de longa duração, com especial incidência na faixa etária 45/65, no desenvolvimento de projetos de empreendedorismo, bem como apoio no retorno de jovens emigrantes detentores de elevadas competências técnicas e educativas através do apoio ao arrendamento, entre outras medidas.

São candidatos a Gondomar, distrito do Porto, para além de Rafael Amorim (PSD/CDS-PP), o atual presidente da Câmara, Marco Martins (PS), Valentim Loureiro (Independente), Daniel Vieira (CDU) e Rui Nóvoa (Bloco de Esquerda).

As eleições autárquicas realizam-se a 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon