Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: PSD/CDS em Gaia quer lutar contra a infoexclusão e pela coesão territorial

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/09/2017 Administrator

O candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Vila Nova de Gaia, Cancela Moura, avançou hoje com medidas que visam "lutar contra a infoexclusão e promover a coesão territorial e a mobilidade".

"São propostas de pequenas medidas e de grandes medidaas. Às vezes as pequenas medidas são as que mais conferem qualidade de vida aos cidadãos", disse à agência Lusa, Cancela Moura.

O cabeça de lista da candidatura "Gaia de Novo" disse entender como "muito útil que os alunos mais carenciados do Ensino Básico tivessem acesso a um 'tablet' ou a uma 'pen' para terem acesso à Internet", isto de forma a "criar equidade entre todos os colegas" e, ainda no âmbito das novas tecnologias, também avançou com a ideia de colocar 'wi-fi' gratuito nos centros cívicos das freguesias.

Cancela Moura explicou que "a ideia é suprir, em termos de coesão territorial, algumas falhas de comunicação e sinal de Internet" que diz existir sobretudo no interior e de seguida avançou com propostas na área da mobilidade e da diversificação do turismo.

"Temos de criar condições de mobilidade para que os turistas não fiquem apenas junto às caves do Vinho do Porto. Não há uma política municipal de transportes. Um dos problemas que o Município tem para resolver é a questão do andante e a questão da municipalização da STCP [Sociedade de Transportes Coletivos do Porto]. Acho que isto vai ter um impacto orçamental significativo e acho que devíamos ter um retorno desse investimento no concelho", disse.

O candidato defende a implementação de um 'shuttle' desde a ponte D. Luís ou do cais de Gaia até à praia da Granja, uma solução que numa primeira fase seria sazonal.

Outra das propostas da candidatura da coligação PSD/CDS-PP é que seja retomado o projeto da avenida da República até ao mar, a chamada VL3, com uma derivação desde a Madalena até ao Centro de Reabilitação do Norte, em Valadares.

Cancela Moura também quer revitalização o Centro Histórico, propondo a construção de uma ponte pedonal com ciclovia desde a praça do Cubo, no Porto, até ao cais de Gaia.

"Julgo que nesta matéria há aqui um falhanço redondo da Frente Atlântica que deveria ter potenciado ideias com esta. Isto permitiria trazer gente ao cais e Gaia e valorizar o Centro Histórico também ajuda a revitalizar o comércio local muito mais do que aquele supermercado grossista [referindo-se ao Recheio instalado na zona ribeirinha e Gaia] que até pode dificultar a candidatura das caves [de Vinho do Porto] a Património da Humanidade", descreveu o candidato.

Por fim, em matéria fiscal, Cancela Moura disse entender que "os benefícios fiscais têm sido demasiado tímidos", propondo a redução redução da taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), a devolução de 50% do IRS às famílias e a revisão da taxa da Derrama de forma a captar investimentos e empresas.

São candidatos à Câmara de Vila Nova de Gaia, o atual presidente da câmara Eduardo Vítor Rodrigues (PS), Cancela Moura (PSD/CDS-PP), Mário David Soares (CDU), Renato Soeiro (Bloco de Esquerda), Pedro Ribeiro de Castro (PAN), Marisa Ribeiro (PTP), José Viera da Cunha (PDR) e Cristiano Ferreira da Silva (PCTP/MRPP).

O executivo da Câmara de Gaia é composto por cinco eleitos pelo PS, três eleitos pelo PSD/CDS-PP (a um dos quais a concelhia retirou, em 2013, a confiança política, depois de o autarca Eduardo Vítor lhe ter atribuído um pelouro) e três eleitos pelo movimento "Juntos por Gaia" (que logo após as eleições assinou um acordo de compromisso com o PS)

As eleições autárquicas estão marcadas para 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon