Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Ricardo Gonçalves (PSD) quer que Politécnico de Santarém vá "ao encontro" das empresas

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/09/2017 Administrator

O candidato do PSD à Câmara de Santarém, e atual presidente do município, quer que o Instituto Politécnico de Santarém vá "ao encontro" das necessidades das empresas do concelho, assumindo o seu papel "estratégico" no desenvolvimento da região.

Numa ação de campanha na sede do Instituto Politécnico de Santarém, Ricardo Gonçalves frisou a importância estratégica da existência desta instituição do ensino superior na cidade e o "valor acrescentado" que representam os mais de 3.000 alunos que frequentam as quatro das cinco escolas do IPS instaladas no concelho.

"Só consigo ver um concelho muito forte se o Politécnico for muito forte", disse Ricardo Gonçalves à Lusa, depois de uma reunião com o presidente do IPS, Jorge Justino, na qual se fez acompanhar por vários elementos da sua lista, entre os quais a atual vereadora com o pelouro da Educação, Inês Barroso.

A reunião no IPS aconteceu num dia em que a candidatura social-democrata dedicou ao ensino -- com a passagem por escolas dos vários níveis de ensino -, mas que começou, logo pela manhã, com uma visita à Olitrem, Indústria de Refrigeração, instalada em Tremês.

"Temos visitado empresas do concelho e o que os empresários dizem é que querem crescer, aumentar a sua produção, exportar mais e procuram mão de obra, mais e menos qualificada, e têm essa dificuldade", disse Ricardo Gonçalves.

Para o candidato, o IPS deve "ir ao encontro dessas empresas", que têm feito um trabalho "fabuloso", mas precisam de ajuda para crescer.

Por outro lado, Ricardo Gonçalves defendeu a importância do alargamento dos acordos com instituições de ensino superior, dando o exemplo do projeto existente para a antiga Estação Zootécnica Nacional, situada no Vale do Santarém, e que envolve, além do IPS e das Universidades de Évora e de Lisboa, muitas outras instituições e entidades e que pode ajudar a "fixar massa cinzenta", essencial para o desenvolvimento do concelho.

O candidato apontou ainda o "valor acrescentado" da presença no concelho dos milhares de alunos das escolas Agrária, de Educação, de Saúde e de Gestão (a Escola Superior de Desporto encontra-se no concelho de Rio Maior).

Na reta final da campanha, Ricardo Gonçalves disse à Lusa estar confiante de que conseguirá no domingo a maioria absoluta que lhe escapou há quatro anos por escassos dois votos.

"Passámos por momentos tão difíceis. Agora, com as contas em dia, espero ter oportunidade de realizar o projeto que tenho para os próximos quatro anos", disse.

No próximo domingo, Ricardo Gonçalves (PSD) defronta nas urnas Rui Barreiro (PS), José Luís Cabrita (CDU), António Rocha Pinto (CDS-PP), Filipa Filipe (BE) e Carlos Alberto Teles (PNR).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon