Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Somos Coimbra quer "casar o rio e as duas margens" com a cidade

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/09/2017 Administrator

O movimento Somos Coimbra quer "casar Coimbra com o rio e com as suas margens", disse hoje o candidato José Manuel Silva, durante uma ação de campanha na Parque Verde do Mondego.

O projeto e slogan correspondem, de algum modo, àquilo que, na campanha eleitoral das últimas autárquicas o atual presidente da Câmara defendeu, "mas não cumpriu", afirmou o antigo bastonário da Ordem dos Médicos, que hoje promove diversas iniciativas para "chamar a atenção" do estado de "degradação e abandono" do rio e de ambas as margens, e "apresentar soluções" para combater a situação.

O atual presidente do município "não cumpriu" relativamente ao Mondego e ao concelho, sobretudo pela "forma autocrática, centralista e bloqueadora da Câmara", sustentou, em declarações à agência Lusa, José Manuel Silva.

"Uma câmara não pode ser gerida por uma só pessoa", pois "só é possível gerir" a autarquia "com a responsabilização e confiança nas pessoas" e com "autonomia das estruturas intermédias" da sua estrutura, sublinhou, apontando como exemplo dessa perspetiva o modo como atuou quando liderou a Ordem dos Médicos, que agrega cerca de 60 mil pessoas.

Coimbra precisa de "um presidente que tenha mundo e implemente soluções adotadas noutras cidades do país e do mundo" e onde foi demonstrada a sua valia.

A cidade "tem um espelho de água brutal, que é invejado" por quem não tem um rio como o Mondego, mas cujo Parque Verde, por exemplo, foi "criado em leito de cheia", quando deveria ter sido feito numa cota superior, para evitar a exposição a cheias, advogou o candidato do Somos Coimbra, recordando que o espaço começou a ser desenvolvido quando o atual presidente, Manuel Machado, estava à frente da Câmara.

Além disso, o rio ainda não foi desassoreado e "a Câmara continua a demitir-se da responsabilidade de exigir à EDP" uma gestão partilhada da barragem da Aguieira, acrescentou.

O Parque Verde "está parcialmente destruído", a urbanização "chamada Jardins do Mondego é uma ruína" e "o parque de caravanas não tem condições para o efeito", exemplificou José Manuel Silva, sustentando que "é preciso tirar a cortina de ferro" que separa a cidade do rio.

Nas eleições autárquicas de 01 de outubro, são candidatos à Câmara de Coimbra o atual presidente, Manuel Machado (PS), Francisco Queirós (CDU), Jorge Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Vítor Ramalho (PNR), Jaime Ramos (PSD/CDS-PP/PPM/MPT), José Manuel Silva (Somos Coimbra) e Vítor Marques (PAN).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon