Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas: Teófilo Cunha, do CDS-PP, quer prosseguir "trabalho de confiança" em Santana

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Administrator

O presidente da Câmara Municipal de Santana, Teófilo Cunha, recandidata-se pelo CDS-PP nas autárquicas de 01 de outubro com o objetivo de prosseguir o "trabalho de confiança" que diz ter levado a cabo naquele concelho do norte da Madeira.

"Queremos continuar a trabalhar, mais do que prometer queremos fazer, fizemos aquilo que pudemos e não o que queríamos", afirma o candidato centrista, que em 2013 derrotou e desapossou o PSD de quase quatro décadas de governação autárquica ininterrupta em Santana.

O CDS-PP aposta na recandidatura do atual presidente da Câmara Municipal de Santana, a única conquistada pelo partido em toda a história da autonomia madeirense, porque considera que o autarca é visto pela população como um "modelo a seguir" e, além disso, "reduziu para metade" a dívida deixada pelo PSD.

Teófilo Cunha, 48 anos, pretende continuar a aumentar os apoios sociais, num concelho marcado pela desertificação e envelhecimento da população, e prepara-se para executar um "ambicioso, mas ponderado plano de investimentos" com financiamento próprio e sem recorrer a mais dívida.

O cabeça de lista, que é farmacêutico de profissão, já desempenhou as funções de deputado centrista na Assembleia Legislativa da Madeira, bem como as de presidente da Junta de Freguesia de São Jorge (uma das seis que compõem o concelho), de líder da Comissão Política Concelhia e de vice-presidente do partido na Região Autónoma da Madeira.

Em 2013, num total de 5.037 votantes, o CDS-PP obteve em Santana 51,72% dos votos, o PSD 33,10%, o PS 7,78%, a CDU 1,43%, o PTP 1,29% e o BE 1,19%.

O executivo municipal é composto por três vereadores com pelouro do CDS-PP e dois do PSD sem pelouro.

Nas eleições autárquicas de 01 de outubro, são também candidatos à Câmara Municipal de Santana Carlos Pereira (movimento independente Santana Primeiro), David Monteiro (CDU), João Sousa (PS), João Gabriel Caldeira (PSD), Elsa Mata (PTP) e Eduardo Freitas (MPT).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon