Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas/Viana do Castelo: Cinco candidatos tentam pôr fim a hegemonia PS de 24 anos

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

Em Viana do Castelo o PS soma 24 anos consecutivos de poder, oito dos quais com José Maria Costa, que concorre a um último mandato, contando com a oposição de PSD, coligação CDS-PP/PPM, CDU, BE e PDR.

As divergências entre a estrutura local e distrital do PSD no processo autárquico da capital do Alto Minho deitaram por terra uma coligação com o CDS e fragilizaram a oposição do estreante social-democrata Hermenegildo Costa ao atual autarca socialista.

O fracasso da coligação à direita levou o CDS a juntar-se ao PPM e a avançar com a candidatura "Nossa Viana", liderada pela deputada Ilda Araújo Novo, ex-vereadora repetente como cabeça de lista em disputas autárquicas.

A CDU estreia a atual vereadora Cláudia Marinho, que desde fevereiro substituiu no executivo Ilda Figueiredo, antiga eurodeputada. Ilda Figueiredo suspendeu o mandato da capital do Alto Minho para se candidatar à Câmara do Porto.

O Bloco de Esquerda volta a concorrer com o 'histórico' Luís Louro, após a ausência do partido na última disputa autárquica por divergências com as estruturas nacionais.

Em 2013, José Maria Costa - que entrou para a Câmara como adjunto, em 1994, durante o primeiro mandato do anterior presidente, o também socialista Defensor Moura - renovou o terceiro mandato com 47,67% dos votos e cinco dos nove mandatos do executivo.

O PSD, que nas últimas eleições decidiu não renovar o acordo de coligação pós-eleitoral com o CDS (desde então sem representação no executivo), concorreu com o então deputado Eduardo Teixeira e alcançou 26,56% dos votos, garantindo três mandatos.

Cláudia Marinho, membro da comissão concelhia e da direção regional do PCP de Viana do Castelo, fez em 2013 parte da lista então encabeçada por Ilda Figueiredo a um executivo a que os comunistas regressaram nesse ano ao arrecadarem 10,57% dos votos e um mandato.

O militante do PSD Filipe Leite da Costa é o candidato pelo PDR à Câmara de Viana do Castelo e à Assembleia Municipal de Arcos de Valdevez.

Além daqueles duas candidaturas, o empresário, formado em gestão de empresas, é ainda candidato pelo partido de Marinho e Pinto à União de Freguesias de Souto e Tabaçô, em Arcos de Valdevez, sua terra natal.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) informou que aquelas candidaturas são válidas por se ter esgotado o prazo para impugnação de listas às autárquicas de 01 de outubro.

Segundo a CNE "após as eleições, e caso seja eleito, o candidato em causa não pode tomar posse em mais do que um órgão autárquico".

"Se não chegar a ser eleito para mais do que um órgão autárquico, não sofrerá qualquer sanção, porque a sanção em causa seria a perda de mandato", acrescentou.

Apesar das inúmeras tentativas e formas de contacto desenvolvidas pela Lusa, não foi possível ouvir o candidato do PDR.

Filipe Leite da Costa é militante do PSD de Arcos de Valdevez desde julho de 1998. Entre 2009 e 2013 desempenhou as funções de deputado municipal de Arcos de Valdevez, eleito pelo PSD.

As candidaturas de Filipe Leite da Costa a órgãos autárquicos de municípios diferentes levaram o candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Viana do Castelo a participar o caso à CNE.

Antes da gestão municipal socialista, o executivo de Viana do Castelo foi liderado pelo PSD entre 1976 (ano das primeiras autárquicas) e 1993.

As eleições autárquicas realizam-se a 01 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon