Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Autárquicas/Viana do Castelo: Luís Louro quebra interregno sem candidaturas do BE

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Administrator

Luís Louro é o candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Viana do Castelo nas eleições de 01 de outubro, após a ausência do partido na última disputa autárquica por divergências com as estruturas nacionais.

O advogado de 55 anos, que é também coordenador da distrital do BE, quer conquistar um mandato na autarquia da capital do Alto Minho, onde o partido nunca esteve representado.

Luís Louro foi cabeça de lista do BE à presidência da Câmara de Viana do Castelo nas eleições autárquicas de 2005. Em 2009, a estrutura distrital do partido candidatou o arquiteto Jorge Teixeira mas, em 2013, não apresentou qualquer lista às eleições por discordar da decisão dos órgãos nacionais de chumbar uma coligação autárquica com o PS no concelho de Caminha.

O regresso às eleições autárquicas acontece numa altura em que o BE é um dos partidos que apoia o Governo PS, o que para Luís Louro "prova que o Bloco não é um partido do contra".

O candidato diz estar consciente "das possibilidades e dificuldades" em Viana do Castelo onde "chegou a ser equacionada uma coligação com a CDU", inviabilizada pela "apresentação tardia" da proposta aos comunistas.

Militante do BE de Viana do Castelo desde a fundação do partido, em 1999, Luís Louro destaca, nas suas linhas programáticas, a cultura e as repostas sociais.

O candidato do BE considera que a cultura "não pode continuar a ser encarada de forma casuística e com compadrios", defendendo "a criação de um orçamento participativo para o setor para apoiar iniciativas fora do sistema".

A contratação de um programador cultural e a constituição de um conselho municipal para a cultura são outras das prioridades do candidato do BE.

Luís Louro pretende ainda apostar na "revitalização da cidade e das freguesias, definir uma política de estacionamento, a criação de uma rede de transportes rodoferroviários que sirva as freguesias, incentivar a utilização de meios de transporte alternativos, e renovação da frota de autocarros elétricos do concelho", entre outras medidas.

Na área social, defende que "mais importante do que satisfazer as necessidades básicas das pessoas carenciadas é criar oportunidades de inserção no mercado de trabalho".

Além da Câmara da capital do Alto Minho, o BE concorre à Assembleia Municipal. O arquiteto e docente do ensino superior, Jorge Teixeira, de 52 anos, é o cabeça de lista ao órgão deliberativo municipal.

Em 2009, num universo de 51.365 votantes, a candidatura deste partido à Câmara de Viana do Castelo obteve 2.439 votos (4,75%), sem garantir qualquer eleito.

Já para a Assembleia Municipal, o BE somou 3.083 votos (6%), elegendo dois deputados municipais - um dos quais Luís Louro -, e outros dois elementos para as assembleias de freguesia do concelho.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon