Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Aves protesta jogo com o Marítimo e a culpa é do relvado: "Jogadores contraíram lesões"

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/09/2017 Alcides Freire

O clube da Vila das Aves, em comunicado, anunciou que apresentará protesto do jogo com o Marítimo

. © HOMEM DE GOUVEIA .

"O Clube Desportivo das Aves, Futebol SAD, face ao jogo de hoje, entre o CS Marítimo e o CD Aves, vem por este meio comunicar que irá apresentar protesto deste jogo, junto da Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, com fundamento nas irregulares condições do terreno de jogo, no estádio do CS Marítimo.", pode ler-se no início do comunicado emitido este sábado pelo clube da I Liga. O Aves, recorde-se, perdeu-se, por 2-1, em casa do Marítimo em encontro da sexta jornada do campeonato.

"Durante a semana, o CD Aves, através da sua Administração, alertou, por escrito, a LPFP para o facto do relvado não estar em condições para a prática do futebol profissional, como aliás tem vindo a ser notícia na mais variada imprensa durante as últimas semanas. Foi-nos garantido por parte da LPFP que o relvado estaria em condições praticáveis", revela o Aves, explicando que, alertado pelos delegados da Liga, o Marítimo não regou o relvado para não "prejudicar mais as condições do relvado"

amazonhttp://www.vsports.pt/embd/38284/m/361814/ojogo/d43a85592ee57d52ea056aba65c51257?autostart=false

O clube da Vila das Aves garante ainda que o mau estado do relvado do Estádio dos Barreiros foi a causa para duas substituições. "Decorrente da partida, o CD Aves viu-se obrigado a substituir dois jogadores que contraíram lesões devidas às condições do relvado. Aliás, depois da primeira parte do desafio, e dado que já contava com um jogador lesionado, devido às fracas condições do relvado, o CD Aves, manifestou junto dos delegados da liga, que a segunda parte não devia ser disputada, alertando para o facto do estado do relvado apresentar um risco sério para a integridade física dos jogadores, e para a probabilidade de virem a existir outras lesões, não tendo os delegados anuído à pretensão. Infelizmente, e como era provável ocorreu mais uma lesão na segunda parte do encontro".

A finalizar, o clube avense diz estar "a avaliar a gravidade das lesões e a quantificar os períodos de convalescença dos atletas", "a fim de vir a ser indemnizado, pela LPFP, dos prejuízos e repercussões desportivas, que estas lesões possam provocar"

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon