Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Aves tem "tudo em aberto" com José Mota, garante o presidente da SAD

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/05/2017 Hugo M. Monteiro
© Ivo Pereira/Global Imagens

Luiz Andrade admite a hipótese de voltar a contar com o treinador na próxima época, que será passada na I Liga.

O presidente da SAD do Aves disse estar "muito satisfeito" com José Mota, mas remeteu uma decisão sobre o futuro do técnico para uma reunião entre as duas partes, marcada para quarta-feira.

Luiz Andrade referiu, em declarações à Lusa, que "a relação [da SAD com o treinador] foi muito boa", salientando ainda que se "criou um vínculo muito próximo entre os dirigentes e o treinador".

"Mas vamos tentar ver o melhor para o clube", ressalvou, remetendo para essa reunião "uma decisão" quanto ao treinador para a próxima temporada.

O dirigente acrescentou que a SAD está muito satisfeita com José Mota e com "aquilo que ele fez", mas deixou bem claro que vai refletir, para, mais adiante, dizer que, "se calhar, a continuidade dele seria benéfico para todos"

José Mota substituiu Ivo Vieira após a equipa sofrer quatro desaires consecutivos, assumindo funções na 29ª jornada, o que lhe permitiu atingir o grande objetivo do Aves para esta época, que era a subida à I Liga, obtendo o segundo posto, com 81 pontos, menos dois do que o Portimonense, campeão nacional do segundo escalão.

Luiz Andrade disse também que ainda não há reforços assegurados, apesar de "haver muitos jogadores que foram oferecidos".

"Ouvimos todos, mas, enquanto não acertamos com a equipa técnica, não sabemos qual o trajeto que vamos traçar e não virmos o orçamento que vamos ter, é tudo ficção", destacou.

Luiz Andrade vai mais longe dizendo querer a equipa "o mais próximo possível do meio da tabela, para que a manutenção não seja sofrida"

O orçamento para o futebol deverá ser "mais do dobro do deste ano", podendo atingir "três milhões de euros", segundo Luiz Andrade.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon