Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bacca assuste e ajuda Milan a vencer

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/03/2017 Alcides Freire
. © Fornecido por O jogo .

O Milan venceu por 3-1 o Chievo, na 27.ª jornada da Série A, liderado pela Juventus, marcada ainda pelo golo e duas assistências de Bruno Fernandes na vitória por 3-1 da Sampdória sobre o Pescara.

O Milan, que venceu o Chievo, por 3-1, chegou à vantagem pelo colombiano Carlos Bacca, aos 24 minutos, mas o holandês Jonathan Guzmán, aos 42, empatou na conversão de uma grande penalidade por um alegado derrube dentro da área, muito contestada por parte dos homens da casa.

Ainda antes do intervalo, Carlos Bacca falhou a conversão de uma grande penalidade e desperdiçou a oportunidade para o Milan recolher aos balneários em vantagem, mas o colombiano redimiu-se aos 70, ao bisar na partida (2-1).

O golo da tranquilidade do Milan, que ascendeu provisoriamente ao sexto lugar, ultrapassando o Inter, que domingo defronta o Cagliari, surgiu por Gianluca Lapadula (3-1), aos 82 minutos, na conversão de uma grande penalidade.

A Sampdória venceu o lanterna-vermelha Pescara, por 3-1, com um golo do português Bruno Fernandes (1-0), aos 18 minutos, e duas assistências para os tentos de Fabio Quagliarella (2-1), aos 58, e do checo Patrik Schick (3-1, aos 68. Alberto Cerri marcou para o Pescara (1-1), aos 32 minutos.

O Nápoles, terceiro classificado, venceu por 2-1 no reduto da Roma, segunda, que pode acabar a 27.ª jornada a 10 pontos da líder e pentacampeã Juventus, adversária do FC Porto nos oitavos de final da Liga dos Campeões, que no domingo se desloca a casa da Udinese.

Dois golos do belga Dries Mertens, aos 26 e 50 minutos, servido por Marek Hamsik e Lorenzo Insigne, respetivamente, valeram o triunfo aos napolitanos, que passaram a somar 57 pontos, apenas menos dois do que a equipa da capital.

Na parte final do encontro, aos 89 minutos, o holandês Kevin Strootman reduziu e, em período de descontos, a Roma teve várias ocasiões para restabelecer a igualdade, atirando mesmo duas bolas ao 'ferro', após grandes defesas de Pepe Reina.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon