Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bale fora da lista para a Bola de Ouro e agora sem Mundial

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/10/2017 Hugo Monteiro

Islândia e Sérvia carimbaram a presença no Mundial da Rússia. País de Gales afastado.

A Islândia carimbou um inédito apuramento para o Mundial de futebol, ao vencer em casa o Kosovo (2-0), enquanto a Sérvia sofreu para vencer a Geórgia (1-0) e selar o passaporte para a Rússia, oito anos depois.

Os islandeses, que surpreenderam no Euro2016 ao chegarem aos quartos de final, garantiram o apuramento com uma grande exibição da estrela Gylfi Sigurdsson, que marcou um e assistiu outro, de Johann Gudmunsson, para terminarem a qualificação com 22 pontos, no primeiro lugar do Grupo I.

No segundo lugar, que vale o play-off, ficou a Croácia, que beneficiou de um bis de Andrej Kramaric em casa da Ucrânia, que também lutava pelo segundo posto, terminando com 20 pontos, mais três do que os ucranianos e cinco face aos turcos, que empataram 2-2 na Finlândia, mas já não tinham hipóteses.

Um dos golos da noite foi marcado em Turku por Tosun, com o número 9 da Turquia a faturar com um remate colocado de fora da área, aos 57 minutos, antes de bisar aos 83, após Arajuuri ter empatado, aos 76, e antes de Pohjanpalo fazer o 2-2, aos 88.

© Rebecca Naden/Reuters

A Turquia vai registar em 2018 nova ausência em Mundiais, de que estão arredados desde o terceiro lugar de 2002, enquanto a Croácia vai procurar no play-off chegar à sua quarta fase final consecutiva, depois dos Europeus de 2012 e 2016 e do Mundial2014.

Arredados de fases finais desde o Mundial2010, na África do Sul, a Sérvia pôs fim ao jejum, ao vencer em casa a Geórgia por 1-0, graças a um golo de Aleksandar Prijovic aos 74 minutos, e selar o primeiro lugar do Grupo D, com 21 pontos. A jogar perante o seu público, em Belgrado, uma das figuras do encontro acabou por ser o guarda-redes do Moreirense Makaridze, que por várias vezes negou o golo aos homens da casa.

Já a República da Irlanda, ficou a dois pontos dos sérvios, mas selou o segundo posto, ao arrancar uma vitória por 1-0 em casa do País de Gales, desfalcado de Gareth Bale, jogador que ficou fora da lista de 30 finalistas ao prémio Bola de Ouro. Depois de terem brilhado no Euro2016, onde foram eliminados pelo campeão Portugal nas meias-finais (2-0), os galeses desperdiçaram em casa a hipótese de manter vivo o sonho de chegarem ao primeiro Mundial desde 1958.

Os irlandeses, que selaram a vitória com um golo de James McClean aos 57 minutos, vão tentar no play-off o acesso ao primeiro Mundial desde 2002, e a segunda fase final desde França em 2016, onde chegaram aos 'oitavos'.

Na Moldávia, a Áustria teve de suar para vencer por 1-0, graças a um golo de Schaub, num duelo entre duas equipas arredadas dos primeiros lugares - austríacos terminaram em quarto, com 15 pontos, e moldavos no último lugar, com dois.

No Grupo G, a Espanha, já apurada em primeiro lugar, foi a Israel vencer por 1-0, com um golo de Illarramendi, enquanto a Itália, que já tinha o lugar de play-off confirmado, sofreu para vencer na Albânia, que esteve melhor no encontro, mas viu Candreva fazer, aos 73, o único jogo do encontro.

No outro jogo do agrupamento, a Macedónia goleou em casa o Liechtenstein por 4-0 e chegou aos 11 pontos, com Ademi a fazer um belo golo, na jogada individual que fechou o resultado, enquanto os visitantes terminam a fase de qualificação sem pontos, com um golo marcado e 39 sofridos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon