Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Banco de fomento do Brasil disponibiliza créditos de 4,1 mil ME para PME

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/07/2017 Administrator

O Banco de fomento do Brasil vai abrir uma linha de crédito de 15 mil milhões de reais (quase 4,1 mil milhões de euros) para pequenas e médias empresas (PME), revelou hoje o ministro da Planificação brasileiro, Dyogo Oliveira.

"Vai ser um financiamento rápido destinado a empresas com até 90 milhões de reais (24,5 milhões de euros)", especificou Oliveira, entrevistado pelo G1, portal de notícias na internet da Globo.

As verbas disponibilizadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) vai colocar à disposição estes recursos em empréstimos destinados a "fundos de tesouraria e investimento" das PME, não estando ainda definida a taxa de juro associada.

O governante admitiu, no entanto, que a taxa de juro vai ser "consideravelmente acima" da taxa de referência do Banco Central do Brasil - que atualmente está nos 10,25% ao ano - e "um pouco abaixo da taxa mais cara do mercado".

Dyogo Oliveira realçou que o BNDES tem, atualmente, "bastante recursos parados", pelo que foi decidido abrir esta linha de crédito.

Durante o primeiro semestre, o banco de fomento do Brasil emprestou 33,5 mil milhões de reais (9,1 mil milhões de euros), menos 17% do que em igual período do ano passado, uma quebra justificada pela própria instituição com o recuo da procura de crédito para investimento nos últimos dois anos, durante os quais o país atravessou uma das piores recessões da sua história, com uma descida acumulada da sua economia superior a 7%.

A crise económica no Brasil gerou uma paralisação do consumo interno e, logo, uma menor atividade dos principais setores do país, elevando o número de desempregados (o desemprego em maio atingia os 13,3% da população ativa) para 13,8 milhões de pessoas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon