Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Barcelona/ataque: Polícia pede para não se partilharem imagens de vítimas

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/08/2017 Administrator

Barcelona, Espanha,17 ago (Lusa) -- A Polícia Nacional espanhola apelou para que não sejam divulgadas nas redes sociais fotos e vídeos do atropelamento coletivo ocorrido hoje em Barcelona, que provocou pelo menos um morto e dezenas de feridos.

"Por respeito às vítimas e às suas famílias, por favor NÃO partilhem imagens de feridos no atropelamento de #Ramblas de Barcelona", lê-se numa mensagem na conta oficial da polícia espanhola na rede social Twitter.

Também os Mossos d'Esquadra pediram através do Twitter que não sejam divulgadas imagens das forças policiais no local e que as pessoas evitem aproximar-se da zona para facilitar o trabalho das equipas de socorro.

A policia catalã pediu também que as pessoas usem as redes sociais para comunicar para evitar o colapso das linhas telefónicas e que sejam tidas em conta apenas as informações divulgadas por fontes oficiais.

Cerca das 17:00 locais (16:00 em Lisboa), uma furgoneta branca galgou um passeio na zona da Praça da Catalunha, nas Ramblas, atropelando dezenas de pessoas e gerando situações de pânico na área, frequentada diariamente por milhares de turistas.

Testemunhas disseram que, após o atropelamento, o condutor e um acompanhante saíram da furgoneta e fugiram a pé.

Fontes policiais citadas pelo jornal El Pais e pelas agências EFE e France-Presse disseram que um suspeito se terá barricado num bar da zona.

A polícia está a tratar o incidente como um ataque terrorista, segundo a agência France-Presse.

Las Ramblas é uma grande avenida, de 1,2 quilómetros, que atravessa o centro de Barcelona, desde a Praça da Catalunha até ao monumento a Cristóvão Colombo, frente ao mar.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon