Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Bas Dost acredita que Sporting ainda pode chegar ao título

Logótipo de LusaLusa 02/02/2017 António Oliveira
MANUEL DE ALMEIDA/LUSA © LUSA / MANUEL DE ALMEIDA MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Alcochete, Setúbal, 02 fev (Lusa) - O futebolista holandês Bas Dost disse hoje acreditar que o Sporting pode ainda sagrar-se campeão esta temporada, referindo que a equipa tem capacidade para vencer o FC Porto, em jogo da 20ª jornada da I Liga.

"O Benfica perdeu. São sete pontos e claro que é possível, ainda jogamos com o Benfica em casa. Se ganharmos todos os jogos somos campeões. Não temos de olhar para os adversários, temos é de ganhar todos os nossos jogos", afirmou o avançado à Sporting TV.

Em entrevista ao canal televisivo do clube, Bas Dost realçou que as decisões das arbitragens têm prejudicado a equipa, mas recusou “deitar a toalha ao chão”.

"Em condições normais estaríamos a cinco pontos do Benfica e fiquei muito frustrado com o fora de jogo mal assinalado na Madeira, tal como toda a equipa. Tenho a sensação que, muitas vezes, as decisões são contra nós, mas ainda lá estamos, não estamos fora da luta pelo campeonato e eu acredito", defendeu.

No sábado o Sporting vai defrontar o FC Porto, no Estádio do Dragão, e Bas Dost salientou que os ‘leões' têm condições para conseguir trazer os três pontos.

"O FC Porto tem uma grande história, vai ser um bom jogo no próximo fim de semana. O FC Porto ou o Benfica são boas equipas, como nós, mas penso que, se jogarmos como fizemos em Madrid, no Benfica ou em Dortmund, temos boas hipóteses de vencer", defendeu.

O internacional holandês, que, na sua época de estreia em Portugal, é o melhor marcador do campeonato com 16 golos, elogiou Jorge Jesus.

"O treinador disse-me que íamos jogar com dois jogadores nas alas, para fazerem cruzamentos, e um nas minhas costas e que ia receber muitas bolas na área. Gosto da forma que está a trabalhar comigo. Para mim está a funcionar bem, se marquei 16 jogos é claro que a nossa relação está a funcionar", frisou.

Bas Dost, que chegou esta época do Wolfsburg, assegurou ter chegado ao Sporting com muita vontade de mostrar as suas qualidades e rejeitou a ideia de sentir pressão por ter custado mais de 10 milhões de euros.

"Não me sinto pressionado, todos esperam que marque golos e gosto desse sentimento. Se não marcar, não presta. Gosto dessa atitude e dessa mentalidade. Se ganhamos tudo é fantástico, se perdemos é tudo mau, eu gosto dessa atitude", afirmou.

O avançado escolheu o golo ao Belenenses como o seu melhor, por ter garantido a vitória nos instantes finais da partida, disse ainda apreciar a formação do clube.

"A formação é o maior complemento do clube. Temos sempre jogadores da formação em todos os jogos, como o Rui Patrício, Adrien, William, Gelson Martins ou Ruben Semedo. Só vi isto no Ajax", concluiu.

AYL // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon