Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ben Arfa perde a paciência e acusa PSG de bullying e discriminação

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/09/2017 Hugo M. Monteiro
© REUTERS/Benoit Tessier

O advogado do avançado já denunciou o clube por "bullying e discriminação".

A relação entre Ben Arfa e o Paris Saint-Germain parece ter azedado de vez. O jogador nunca foi opção para Unai Emery, que nem sequer o inscreveu na Liga dos Campeões, e tem treinado com a equipa B do clube nestas últimas semanas.

Apesar de ter aceitado a decisão do clube durante algum tempo, o jornal L'Équipe revela que o francês perdeu a paciência e já terá ameaçado o clube, exigindo treinar com a equipa principal. Emery terá aceite a exigência ao início, mas a verdade é que o jogador já está de volta à equipa B e, por isso, decidiu denunciar o clube à Liga francesa.

"Enviamos uma denuncia à Liga francesa por discriminação ao jogador. O método utilizado para exercer essa discriminação é psicológico. Pediram-lhe que treinasse com a equipa B para não interferir com a preparação para o jogo com o Bayern e Hatem cumpriu. Na quinta-feira voltou a treinar com a equipa principal, mas depois mandaram-no de volta para as reservas. Não se entende. O que era uma situação temporária tornou-se nalgo permanente", referiu o advogado do jogador, em declarações ao jornal L'Équipe.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon