Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Benfica arranca sem sete titulares

Logótipo de O Jogo O Jogo 30/06/2017 Rui Trombinhas

Arranque de 2017/18 é já esta sexta-feira e o técnico encarnado inicia os trabalhos com muitas baixas entre as principais apostas

© Fornecido por O jogo

O Benfica apresenta-se esta sexta-feira para a nova temporada, na qual definiu como objetivo a conquista do pentacampeonato, e Rui Vitória vai começar a trabalhar com muitas baixas no que diz respeito ao onze-base que conquistou o título em 2016/17. Isto porque dos 11 futebolistas mais utilizados pelo treinador encarnado na temporada transata, apenas quatro deverão apresentar-se esta sexta-feira: Luisão, Fejsa, Cervi e Jonas. Serão assim sete a falhar o arranque de 2017/18, numa situação idêntica ao que ocorreu no primeiro dia da temporada anterior, pois se Ederson e Lindelof foram já vendidos, Nélson Semedo, Eliseu e Pizzi estão ainda ao serviço de Portugal, na Taça das Confederações - o médio foi o mais utilizado do plantel, à frente, curiosamente, do lateral-direito e ainda de Lindelof, tendo estes três atletas sido os únicos a superar os quatro mil minutos -, enquanto Salvio e Mitroglou estão autorizados a apresentarem-se mais tarde, pois ainda jogaram pelas seleções da Argentina e Grécia, respetivamente, após a conquista da Taça de Portugal, jogo que encerrou a época no nosso país. Presente mas fora das contas da primeira fase estará Grimaldo, a recuperar da lesão muscular na coxa esquerda que o afastou do recente Europeu de sub-21, no qual a Espanha se apurou para a final.

No arranque dos trabalhos, ao qual faltarão ainda Raúl Jiménez, também na Taça das Confederações, Zivkovic e João Carvalho (cedido em janeiro ao V. Setúbal, o médio vai regressar), que estiveram no Euro de sub-21, estarão cinco reforços às ordens de Rui Vitória - o lateral-direito Alex Pinto, o médio Krovinovic, que está a recuperar de uma cirurgia para corrigir uma hérnia inguinal, o médio Chrien e os avançados Seferovic e Arango -, número a que se soma a promoção de Rúben Dias, capitão dos bês, algo que também Diogo Gonçalves espreita.

Limitado nesta altura perante as muitas ausências, Rui Vitória irá, porém, ser obrigado a proceder a alguns cortes quando todos os jogadores se apresentarem, pois não deseja ter um plantel tão vasto como sucedeu em 2016/17.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon