Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Benfica favorito frente ao estreante Rio Ave

Sportinveste 05/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Benfica favorito frente ao estreante Rio Ave © Sportinveste Multimédia Benfica favorito frente ao estreante Rio Ave

O Benfica, já campeão nacional, é o grande favorito à conquista da Taça da Liga, na quarta-feira, frente a um Rio Ave em estreia em finais da mais jovem prova do calendário português.

Em Leiria, os “encarnados” vão ter pela frente a menos “interessante” de três finais em 12 dias, mas uma competição que lhe diz muito, não fossem os “reis” da prova, com quatro triunfos – em outras tantas finais -, em apenas seis edições.

Com as finais da Liga Europa, face ao Sevilha (14 de maio), e da Taça de Portugal, novamente com o Rio Ave (18), para disputar, o treinador Jorge Jesus vai, certamente, gerir, o que fez, com sucesso, mesmo no Dragão, com o FC Porto, em toda a competição.

Por seu lado, e também finalista da Taça de Portugal, pela segunda vez, 30 anos depois, o Rio Ave não tem nada a perder, numa final de época que dedicou toda às suas finais, desvalorizando, num ano já histórico, a I Liga, na qual segue no 11.º posto.

O trajeto das duas formações foi bem diferente, com o Benfica a ter vários jogos difíceis, logo a abrir no reduto do Nacional e nas meias-finais na casa do FC Porto, ao contrário do Rio Ave, que, feliz no sorteio, jogou três dos quatro encontros em casa e fora só jogou no reduto do secundário Sporting da Covilhã.

A formação “encarnada” superou Nacional, Gil Vicente e Leixões, na terceira fase, e, nas meias-finais, afastou o FC Porto em pleno Dragão, ao vencer por 4-3 nos penáltis, após 0-0 nos 90 minutos, isto com 10 desde os 31, por expulsão de Steven Vitória.

Mesmo com menos um e uma equipa secundária, em vésperas do jogo na casa da Juventus que valeu o passaporte para a final da Liga Europa, o Benfica afastou os portistas, que, poucos dias antes, já havia “arrumado” da Taça de Portugal.

Por seu lado, o Rio Ave levou a melhor sobre Paços de Ferreira, Vitória de Setúbal e Sporting da Covilhã, na fase de grupos, e, depois, nas “meias”, bateu em casa o Sporting de Braga por 2-1, num embate muito marcado pela arbitragem de Olegário Benquerença.

Embora com trajetos bem diferentes, em termos de resultados as duas equipas chegam à final com números idênticos: três triunfos e apenas um empate, o dos vila-condenses a meio da terceira fase, na receção ao Vitória de Setúbal.

Os dois treinadores têm os respetivos planteis quase na máxima força, mas, se Nuno Espírito Santo apresentará, certamente, o seu “onze” mais forte, Jorge Jesus deverá poupar alguns elementos, a uma semana de Turim e ainda com novo deslocação ao reduto do FC Porto por efetuar, na I Liga, para cumprir calendário.

Depois de ter ganho o campeonato, o Benfica procura o segundo troféu da época, enquanto os vila-condenses jogam a primeira de duas finais com o objetivo de conquistarem o primeiro grande título da história do clube.

Na Taça da Liga, que sempre acarinhou, o Benfica apresentou, quase sempre, “onzes” compostos por jogadores menos utilizados, mas, em Leiria, deverá, mesmo que com ausências pontuais, jogar com um conjunto com vários habituais titulares.

Jorge Jesus já conquistou a prova em quatro ocasiões, com finais face a Sporting, FC Porto, Gil Vicente e Paços de Ferreira, enquanto Nuno Espírito Santo foi o titular da baliza do FC Porto na final de 2009/10, ganha pelos “encarnados” (3-0).

O encontro entre o Benfica e o Rio Ave, da final da edição 2013/14 da Taça da Liga, está marcado para quarta-feira no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, pelas 20:30.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon