Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Benfica segura Bruno Gomes e Carlinhos

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/07/2017 Ana Proença

Fechada a compra de metade do passe de Ailton, os encarnados avançaram também para igual processo em relação a mais dois jogadores dos canarinhos, que continuarão ao serviço do clube da Linha

O Benfica assegurou esta quarta-feira a compra de 50 por cento do passe de mais dois jogadores do Estoril. Depois de o lateral-esquerdo Ailton ter sido fechado no início da semana, o presidente dos encarnados, Luís Filipe Vieira, segurou ontem mais dois jogadores do emblema canarinho ao acordar a compra de metade do passe dos avançados Bruno Gomes e Carlinhos, num negócio mediado pelo empresário Bruno Macedo e orçado em 1,5 milhões de euros (750 mil euros por cada atleta).

Metade do passe de Bruno Gomes passa a ser do Benfica © Pedro Rocha / Global Imagens Metade do passe de Bruno Gomes passa a ser do Benfica

Contrariamente à situação de Ailton, cujos direitos desportivos passam para o Benfica, que paga dois milhões de euros pela transferência - esperando agora o jogador pela definição do seu futuro, que deverá passar pelo empréstimo ao Estoril -, a compra de Bruno Gomes e Carlinhos processa-se de forma diferente.

Ambos continuam a ser jogadores do Estoril, pelo qual continuarão a jogar, garantindo as águias metade do passe, como que a sinalizar os avançados para futuramente beneficiar de uma futura venda ou optar pela sua inclusão no plantel benfiquista.

Assim se explica, por exemplo, que Carlinhos ainda ontem tenha renovado até junho de 2020 pelos canarinhos (ver página 19), enquanto Bruno Gomes, que estava cedido por empréstimo pelo Internacional, motivou o acerto com o clube brasileiro e, ainda que por anunciar, a assinatura de um contrato com o emblema da Linha. Esta foi a forma encontrada pelo Benfica para, com um investimento considerado baixo, conseguir "prender" dois jogadores jovens - Carlinhos tem 23 anos e Bruno Gomes apenas 20 - cujo potencial é visto como oferecendo uma boa perspetiva futura. Não só os responsáveis encarnados consideram que ambos poderão render numa venda futura, como poderão ser armas a incluir no plantel, em janeiro ou no final da época.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon