Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Benfica também campeão das assistências

Sportinveste 12/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia

O Benfica juntou ao título de campeão da I Liga portuguesa de futebol o estatuto de clube com mais assistência em casa, um total de 654.194 espetadores, nos 15 jogos da competição disputados no Estádio da Luz.

O recinto “encarnado”, que registou uma média de 43.613 espetadores por encontro, foi “palco” dos seis embates com maior assistência da temporada, com destaque para o jogo do título, que opôs o Benfica ao Olhanense, na 28.ª jornada, e foi presenciado por 63.982 pessoas.

Além da receção aos algarvios, o “top 6” das afluências à Luz fica completo com o “clássico” frente ao FC Porto (62.508) e com as receções a Estoril-Praia (56.730), Vitória de Setúbal (52.325), Académica (49.320) e Sporting (48.965).
O jogo com maior assistência sem a equipa “encarnada” foi o “clássico” entre FC Porto e Sporting, no Estádio do Dragão, que registou uma afluência de 48.108 espetadores, sendo que o Benfica volta à lista, mas como visitante do Estádio José Alvalade, frente aos “rivais” lisboetas, num dérbi presenciado por 46.109 espetadores.

O outro “clássico” jogado no recinto dos “leões”, frente aos portistas, não foi além do 14.º posto no “ranking” das assistências, com os seus 36.692 espetadores.
De acordo com os números divulgados pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), no seu sítio oficial na Internet, o Sporting foi o segundo clube com melhor afluência ao seu estádio (505.539 no total, 33.703 de média), seguido do FC Porto (430.278 e 28.685).

Segue-se, nesta hierarquia, um dérbi do Minho, com vantagem para o Vitória de Guimarães (167.909) sobre o Sporting de Braga (157.261), a larga distância de Académica, Belenenses, Gil Vicente, Arouca e Marítimo, os clubes que conseguiram assistências acumuladas acima dos 50.000.

Na época de estreia na I Liga, o Arouca jogou dois encontros no Estádio Municipal de Aveiro, onde acolheu, no embate com o Benfica (28.200), mais de metade do total acumulado nos 13 jogos disputados no Estádio Municipal de Arouca.

O Olhanense também recorreu sete vezes ao “empréstimo” do Estádio Algarve, em Faro/Loulé, beneficiando, sobretudo nas receções a Sporting (10.148) e Benfica (6.423), enquanto o Paços de Ferreira jogou em Felgueiras, no Estádio Dr. Machado de Castro, em duas ocasiões, diante de Sporting de Braga e FC Porto, mas sem grandes benefícios comparativamente aos jogos disputados no Estádio Capital do Móvel.

A hierarquia das assistências não traduz os resultados da I Liga, até porque o europeu Nacional, que terminou no quinto lugar, foi o clube com a pior assistência ao longo da época (33.182), enquanto o Estoril-Praia (41.627), quarto na classificação, não foi além do modesto 13.º lugar.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon